O concurso internacional para a realização do Estudo Prévio e do Estudo de Impacte Ambiental do Terminal do Barreiro encerrou o período de entrega de propostas em 18 de Agosto, tendo sido recebidas cinco candidaturas.

As propostas foram apresentadas por consórcios de empresas de engenharia e de ambiente, englobando os maiores especialistas nacionais e europeus, e vão ser analisadas por um júri composto por equipas técnicas da APL e de entidades e personalidades de reconhecido mérito, entre as quais, o Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

A decisão sobre o candidato vencedor do concurso internacional deverá ser conhecida em Setembro.

Para a Presidente da APL, Marina Ferreira, esta é mais uma etapa de um processo de decisão desenvolvido em estreita parceria com as entidades relevantes, designadamente agências públicas e autarquias locais, com vista ao estabelecimento de um quadro global de apreciação de todas as variáveis fundamentais do projeto, com vista a uma tomada de decisão informada e racional, na defesa do interesse do País.

Como tem sido referido pela Presidente da APL, este ” é um projeto que só avança se houver interesse de privados, porque não supõe investimento público”. “Este projeto não é do Porto de Lisboa, não é da Câmara Municipal do Barreiro, não é da Baía do Tejo, é um projeto do país”.

Partilhe esta notícia