Hoje, 29 de setembro, a partir das 18h, a Sociedade Filarmónica União Arratelense acolhe mais um encontro novo ciclo do Fórum Seixal, no qual será debatido, em conjunto com os munícipes, o projeto e as valências do novo hospital no Seixal.

A autarquia e a população defendem que o novo hospital deve ser construído com a maior celeridade de forma a “dar resposta à falta de meios e equipamentos de saúde na península de Setúbal e no concelho do Seixal”.

“A insuficiente capacidade de resposta do Hospital Garcia de Orta, em Almada, o encerramento dos Serviços de Atendimento Permanente no Seixal e em Corroios, bem como a redução do horário em Amora têm significado um grave prejuízo para os doentes e população da região. Atualmente, no Seixal, não existe qualquer tipo de atendimento nos serviços públicos de saúde depois das 20 horas e mais de 40 mil pessoas não têm médico de família”, acentua a autarquia em comunicado.

É possível assistir a um vídeo no canal do concelho no Youtube sobre a problemática dos serviços de saúde no concelho e o que os utentes têm para dizer sobre o assunto.

A Plataforma Juntos pelo Hospital no Concelho do Seixal criou uma petição online, denominada Saúde – Um Direito das Populações – Pelo Hospital no Seixal e por Novos Centros de Saúde que tem até ao momento 458 assinaturas.

Partilhe esta notícia