Pedro Veiga, coordenador do Centro Nacional de CiberSegurança, participou hoje [15 de maio] na sessão de abertura da 10.ª Semana Internacional do Instituto Politécnico de Setúbal(IPS).

 

Numa conferência subordinada ao tema “O papel da tecnologia num mundo em mudança”, o Prof. Pedro Veiga abordou a evolução da internet em Portugal e os novos desafios como a “CyberSegurança”, o “CyberCrime” e a “CyberDefesa”. Para o coordenador do Centro Nacional de CiberSegurança a cooperação entre as entidades que tutelam estas áreas é essencial para contornar ataques informáticos e deixou alguns alertas para minimizar danos: não abrir emails de destinatários desconhecidos e efetuar regularmente cópias dos ficheiros e updates dos sistemas. Frisou também a pertinência que as competências digitais assumem no quotidiano profissional e apresentou o programa da tutela neste âmbito, o “Portugal INCoDe.2030”, no qual o IPS tem vindo a ter uma participação ativa enquanto entidade de ensino superior.

 

No âmbito da internacionalização, o Prof. Doutor Pedro Dominguinhos, Presidente do IPS, destacou as várias estratégias em curso no Instituto como os módulos lecionados em inglês por 2 Escolas Superiores do IPS, o incentivo à realização de programas de mobilidade internacional e a dinamização de formação em inglês destinada a docentes e não docentes. Adiantou, também, que para além do projeto H2020 na área das energias renováveis, coordenado pelo IPS, a instituição irá integrar outro consórcio de outro projeto H2020, o que revela o know-how presente no Instituto e respetivo reconhecimento a nível internacional.

 

Greg MacrisMinistro Conselheiro para os Assuntos Políticos e Económicos da Embaixada dos Estados Unidos em Lisboa, também presente na conferência, salientou a pertinência das visitas que tem realizado para conhecer o país, mas sobretudo as universidades e politécnicos portugueses, que no campo da tecnologia e da investigação nesta área têm mostrado excelentes capacidades e inovação. Na sua intervenção, referiu ainda que numa sociedade onde a tecnologia está presente em toda a parte, é necessário manter a transparência, dando alguns exemplos do empenho dos EUA nesse domínio.

 

A última intervenção foi realizada através de videoconferência, diretamente da Turquia, na qual a investigadora Ayselin Yildiz, da Yasar University, falou sobre o papel dos smartphones durante a jornada de fuga dos refugiados, considerando a atual crise migratória. A investigadora realizou um retrato claro do que tem acontecido no seu país, desde 2015, referindo que os smartphones são utilizados para obter informação acerca da abertura e fecho de fronteiras, preços de viagens e barcos disponíveis, para partilhar coordenadas (GPS) e encontrar rotas seguras, mas também para os refugiados tomarem conhecimento sobre como e o que fazer nos países que os acolhem, entre outras.

 

Sob o tema ‘Changing World. Changing Attitudes.’, a 10ª Semana Internacional do IPS recebe mais de 40 participantes, oriundos de 14 países (Alemanha, Bélgica, Brasil, Colômbia, Dinamarca, EUA, Finlândia, França, Holanda, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa e Turquia) para refletirem sobre as mudanças constantes e imediatas no mundo atual, considerando o desenvolvimento das tecnologias e o seu papel e impacto no quotidiano da sociedade. As Escolas Superiores do IPS vão também dinamizar seminários e atividades que articulam esta temática com as respetivas áreas de ensino, nomeadamente tecnologia, engenharias, educação, ciências empresariais e saúde.

 

Decorrem ainda várias reuniões de trabalho entre os não docentes dos países participantes e do IPS, onde se pretende promover a partilha de boas práticas, de experiências, de métodos de atuação ou resolução de desafios no local de trabalho em ambiente multicultural.

 

A Semana Internacional decorre até ao dia 19 de maio. As informações e programa estão disponíveis em www.iw.ips.pt

 

 

Créditos das imagens em anexo: GI.COM-IPS

Partilhe esta notícia