António Costa, antes das eleições, pediu uma vitória esmagadora sobre António José Seguro nas primeiras eleições primárias do sistema político português, e os militantes e simpatizantes fizeram-lhe a vontade, ainda não eram 21h e já Seguro assumia a derrota.

O autarca da capital, no discurso de vencedor, vincou que domingo “foi o primeiro dia de uma nova maioria de governo”, bem como “o primeiro dos últimos dias deste Governo”, sublinhando ainda que estas eleições “só têm um vencedor: o PS na pluralidade de todos os seus militantes e de todos os seus simpatizantes”.

A vitória clara a nível nacional de António Costa, por 67.88%, foi ainda mais avassaladora no distrito de Setúbal, onde votaram 79.15 por cento dos 14,122 inscritos. Destes 11,178 votantes, 8,745 escolheram Costa, o que se traduz numa vitória de 78.23%.

Partilhe esta notícia