Com a divulgação dos dados pelo INE – Instituto Nacional de Estatística, e após um ano em que se atingiram os melhores resultados de sempre, a Volkswagen Autoeuropa encerrou o ano de 2018 representando 1,6% do PIB e 5% do valor de exportações de bens, respetivamente mais 60% e 67% em relação a 2017.Estes indicadores revelam o impacto positivo que a fábrica de Palmela teve na economia nacional no ano transato, período em que foram produzidas 223.200 unidades (mais 106% que em 2017), um volume que equivale a 75% de toda a produção automóvel em Portugal.

Da unidade de prensas saíram para exportação cerca de 20 milhões de peças, resultado que reforçou o papel da Volkswagen Autoeuropa como segundo maior exportador nacional.Em 2019, a empresa planeia investir 110 milhões de euros. Deste plano fazem parte o aumento da capacidade de produção do T-Roc, dando resposta à crescente aceitação deste modelo no mercado, e a expansão da unidade de cunhos e cortantes, responsável por vários projetos para o Grupo Volkswagen.

A Volkswagen Autoeuropa conta atualmente com cerca de 5.800 colaboradores, o que a coloca entre os maiores empregadores nacionais, tendo em 2018 sido aprovados por larga maioria dois acordos laborais que garantem estabilidade social à empresa. O barómetro interno de opinião, que contou com a participação anónima de 84% dos colaboradores, revelou um índice de satisfação geral de 81,5%.

Partilhe esta notícia