Numa altura em que muito se tem falado sobre coligações, “descoligações”, uniões e “desuniões”, o Estapafúrdios do Quotidiano decidiu ir para as ruas saber o que pensam os portugueses sobre a possibilidade de António Costa — o tal “indiano” que dirige o PS — se unir ao Bloco de Esquerda e ao PCP de modo a ser ele o futuro Primeiro-ministro de Portugal. Ora então vamos lá a saber o que conseguimos apurar, antes que ele chegue a Primeiro-ministro, e este texto deixe de fazer sentido. (Como se agora fizesse algum tipo de sentido…)

 

 

Carlos Costa (Concorrente do programa da TVI – A Quinta):

 

O, a, o, a… hum… Carlos coise Costa, ligou-nos para dizer que não concordava com a coligação entre o PS e o BE. Segundo o, a, o, a… hum… coise, quem se deveria coligar era ele o “espanholito” Santiago. Para Carlos Costa, e passamos a citar:

«Se há Costa que se devia coligar era eu! Sim, porque eu tenho muita experiência em coligações. Aliás, eu adooooroooo coligar! Há lá coisa melhor neste mundo do que coligar? E digo mais: se eu não estivesse na Quinta, já me tinha coligado há muito… Ai, não que não me coligava. Coligava-me todo ao Santiago Romero! Era uma coligação que era uma beleza… Oh si cariño, se a ti te gusta, a mi m’encanta… ló espanholito…»

(Isto é caso para dizermos: “Hum?!??! Coligavas-te ao Santiago Romero? Mas ele nem sequer é deputado! Não quererás antes dizer ao Jerónimo de Sousa?! Sim… Porque duvidamos imenso que a Catarina Martins faça o género de pessoa com quem gostas de “coligar”… e o Jerónimo sempre tem aquelas mãos calejadas de um operário, que te podem fazer maravilhosas massagens, ó Carlitos coise Costa…)

 

 

Paulo Portas:

 

Fomos falar com o actual vice-primeiro-ministro e presidente do CDS-PP, e descobrimos que ele próprio estava disposto a coligar-se com António Costa. Explicámos-lhe que, infelizmente, tal não era possível pois ele já tinha feito a sua campanha e ido a votos em coligação com Pedro Passos Coelho, mas ele mostrou-se bastante desagradado com a situação…

«Expliquem-me… Vá, alguém que me explique porque raio é que eu não posso coligar com o António Costa?! Vá… É porque ele é monhé e eu sou branco?! Isso é racismo, meus amigos… E digo mais, sou branco porque este ano mal tive tempo para ir de férias por causa desta trapalhada toda das eleições. É que se calha a ser o ano passado vocês nem conseguiam distinguir quem era o indiano e quem era o Português. Ah pois é, bebé! Eu bem sei que o facto de me ter candidatado com o Passos possa ser um aborrecimento para as contas. Mas se vocês bem se lembram eu nem sequer faço parte do Governo dele. Eu abdiquei, lembram-se?! E não foi uma abdicação qualquer: foi uma abdicação IRREVOGÁVEL! Por isso vou pegar nos votos que o meu partido teve e vou governar com o “Chamuças”! Ai o que eu adoro chamuças picantes… Daquelas que me fazem logo suar e me levam a desabotoar a camisa, e abanar-me todo com o leque que a minha tia-avó me deixou de herança… Do que vocês me foram lembrar. Só por causa disso, vou andando, a ver se ainda consigo arranjar mesa naquele restaurante indiano do Bairro Alto, que eu adoro… Ai, onde é que eu pus o leque…?»

(Realmente agora que pensamos bem nisso o que o Sr. Paulo Portas disse é verdade. Ele realmente abdicou. Ou será que desistiu? Não! Esperem… Ele saiu de uma forma irrevogável. Então mas se assim é porque raio é que ele andou em campanha com o Passos Coelho?! Acho que estas e outras dúvidas acabarão um dia por submergir como os seus queridos submarinos… Ou então afundarem-se para todo o sempre! Mas de forma irrevogável, obviamente…)

 

 

Eduardo Barroso:

 

Depois de ter abandonado o programa de desporto “Prolongamento” da TVI, Eduardo Barroso veio bater à nossa porta, bastante indignado. É que consta que, afinal, Pedro Guerra e Bruno de Carvalho estão com ideias de se coligar…

«Eh pá, se há coisa que eu não admito, é quando querem fazer-me de parvo! Eu sou um cirurgião famoso, experiente, e bastante requisitado por doentes dos quatros cantos do mundo! Então aqueles dois, depois de se massacrarem um ao outro no programa, vão agora coligar-se? Eu não estou para isto, pá! Então agora o Bruno de Carvalho não quer só dominar o futebol português, como ainda quer coligar-se àquele senhor que eu tanto desprezo, para comandar o país? Isto parece uma loucura, ou um terrível pesadelo, mas então não é que o Bruno de Carvalho quer valer-se do nome do meu grande Sporting Clube de Portugal para governar o país, porque é o único cube que tem o nome da pátria? E quer levar aquele senhor que eu tanto desprezo com ele para ser o Director de Comunicação, porque ele está habituado a mexer em papelada e a recordar pedaços de jornais? Eu assim não consigo… Eu custa-me a aceitar que o meu querido e amado presidente do meu querido e amado Sporting Clube de Portugal, prefira fazer coligação com aquele senhor que eu tanto desprezo, em vez de se coligar comigo, que trato por “tu” os cinco melhores cirurgiões do mundo! Hum… amuei! »

 

(Shôr Eduardo Barroso… O melhor mesmo é você dedicar-se à sua profissão de cirurgião, porque se o Bruno de Carvalho e o Pedro Guerra se decidirem coligar para governar o país, então o mais certo é um deles ir parar, brevemente, à sua mesa de operações…)

 

 

Visite-nos em:

http://estapafurdiosdoquotidiano.blogs.sapo.pt/

E faça like na nossa página do Facebook:

https://www.facebook.com/EstapafurdiosDoQuotidiano

Partilhe esta notícia