Abstenção
No Distrito de Setúbal existem concelhos em que a abstenção é superior a 60%.
A oposição terá que perceber que será combatendo este dado real que poderá ganhar eleições, pois o voto fiel e as influências do PC nunca falham.
E o que acontece? A dita oposição lembra-se apenas alguns meses antes que existem eleições e durante os outros 3 anos desaparecem.
Alguém que diga a alguns “políticos de aviário” que por aí andam, que para se ganhar uma autarquia tem que ser num trabalho de proximidade e continuidade.

Isaltino Morais paga indemnização
O Correio da Manhã informa que Isaltino Morais paga indemnização de 463 mil euros ao Estado, relativo a crimes de fraude fiscal, abuso de poder, corrupção passiva para ato ilícito e branqueamento de capitais. O CM avança ainda que o pagamento foi feito por transferência bancária de uma conta na Suíça, que chegou a estar penhorada pelo Estado. Isaltino é novamente candidato à Câmara Municipal de Oeiras e, segundo se consta, tem grandes probabilidades de voltar a ganhar.
Como é possível uma situação destas acontecer num país que se diz democrático?

O PCP e a Venezuela de Maduro
Desde que começaram as manifestações contra Maduro já morreram dezenas de pessoas, centenas de feridos e mais de 1500 pessoas foram detidas.
Num artigo de opinião na revista Courrier Internacional deste mês, o autor diz: “Os governantes da Venezuela tornaram-se fanfarrões e ordinários, sustentados por aduladores miseráveis que tentam ficar agarrados a umas lianas cada vez mais débeis”.
O Partido Comunista Português, além de ter votado contra uma moção que condena o agravamento da situação na Venezuela, na Assembleia da República, aquando o resultado das últimas legislativas naquele país, em comunicado afirmou: “Confiança de que as forças progressistas e revolucionárias venezuelanas encontrarão as soluções que defendam o processo revolucionário bolivariano”.

Para pensar:

“Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor! Porque será como a tamargueira no deserto, e não verá quando vem o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável.”
(Jeremias 17:5,6)

Partilhe esta notícia