Os deputados socialistas eleitos pelo Distrito de Setúbal, em conjunto com os deputados que integram a Comissão Parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas, questionaram o Governo sobre as perturbações registadas nas ligações fluviais do Estuário do Tejo.

Nas últimas semanas, vieram a público diversas manifestações de utentes, missivas de associações representativas do sector, bem como outras notícias relativas a perturbações reiteradas em diversas ligações no transporte fluvial no Tejo.

O serviço público de transportes tem subjacente aos seus objectivos a satisfação de necessidades sociais, económicas e ambientais da comunidade. Em particular, o transporte fluvial desempenha um papel central no Sistema Integrado de Mobilidade da Área Metropolitana, ligando as duas margens do Tejo e contribuindo decisivamente para a redução do transporte individual.

André Pinotes Batista, deputado eleito por Setúbal e membro da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas considera, no texto da pergunta ao Governo, que “a existência de repetidas falhas no serviço origina uma perceção de isolamento e destruturação do quotidiano profissional e familiar das populações servidas, afetando o direito à mobilidade consagrado na Constituição da República Portuguesa”.

Face à situação, os parlamentares socialistas questionam o Governo sobre as consequências do desinvestimento registado nos anos de 2012 a 2015 e pedem esclarecimentos sobre as perturbações de ligações Fluviais que se devem à alienação de navios realizadas pela anterior Administração, bem como outras questões relacionadas com o plano de renovação da frota, quadro de pessoal e certificados de navegabilidade.

Recorde-se que em 2014, 15.282.618 de passageiros foram transportados pelo grupo Transtejo, o que demonstra a importância deste meio de transporte na vida e economia da Península de Setúbal.

 Texto da Pergunta ao Governo: 
http://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c3246795a5868774d546f334e7a67774c336470626e4a6c635639775a584a6e6457353059584d7657456c4a535339775a7a45334f54457465476c70615330794c6e426b5a673d3d&fich=pg1791-xiii-2.pdf&Inline=true

 Eurídice Pereira

Partilhe esta notícia