O Destacamento Territorial de Palmela da Guarda Nacional Republicana será ativado a partir do dia 1 de janeiro de 2017, com os adequados recursos humanos e técnicos. A decisão de ativar esta unidade da GNR, que terá a responsabilidade adstrita aos postos de Canha, Palmela, Pinhal Novo e Poceirão, foi comunicada ao Município de Palmela pelo comando-geral desta força militar.
Trata-se da concretização do compromisso assumido pelo Ministério da Administração Interna aquando da construção do novo Quartel da GNR em Palmela, que contou com um grande envolvimento financeiro e logístico da autarquia, designadamente, a compra e cedência do terreno e o lançamento e acompanhamento da empreitada, no pressuposto de que o reforço de meios só seria possível com instalações adequadas e um maior grau de operacionalidade e de autonomia.
Ao longo destes anos, o Município nunca deixou de reivindicar a instalação desta unidade territorial, essencial para uma resposta mais eficaz e pronta à segurança e prevenção da criminalidade no concelho de Palmela. Uma reivindicação que se concretiza fruto de uma postura proativa, depois de seis moções aprovadas nos órgãos Câmara, Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia, e de várias reuniões do Presidente da Câmara com o General Comandante-Geral da GNR e com a Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna.
É de destacar o grande envolvimento dos comandos de posto e territorial nesta sensibilização do poder central, reveladores de um profissionalismo e conhecimento do território que devem ser sublinhados.

Partilhe esta notícia