O Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste iniciou às 00:00 horas do dia 1 de junho a sua participação no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR 2018).

Entre 1 de junho e 15 de outubro – período correspondente aos níveis de empenhamento reforçado III e IV – o Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste integra o DECIR com vários meios, sendo o período de 1 de julho a 30 de setembro aquele que registará maior envolvimento operacional de meios humanos e materiais, com a constituição em permanência (24/24 h) de uma Equipa de Combate a Incêndios Florestais (ECIN) e uma Equipa Logística de Apoio ao Combate (ELAC), formadas no total por sete bombeiros e apoiadas por um Veículo Florestal de Combate a Incêndios (VFCI) e um Veículo Tanque Tático Florestal (VTTF). O dispositivo é ainda reforçado pela Equipa de Intervenção Permanente (EIP) do Município do Barreiro, constituída no Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste, a qual integra cinco bombeiros profissionais, apoiados por um Veículo Rural de Combate a Incêndios (VRCI).

O Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste mantém ainda a capacidade operacional para integrar o Grupo de Reforço para Ataque Ampliado (GRUATA) de Setúbal, caso venha a ser decidida a sua constituição, ficando assim disponível para o combate a incêndios em qualquer ponto do território nacional continental, à ordem do Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS), mediante contratação com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Para além dos meios relativamente aos quais existe compromisso assumido perante a ANPC, o Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste dispõe de outros meios adicionais que a qualquer momento poderão ser mobilizados, em função da previsão do perigo de incêndio rural ou da necessidade de intervenção em Teatros de Operações com ocorrências em curso.

Para o combate aos incêndios em espaços naturais, o Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste dispõe dos seguintes meios materiais:

  • 1 Veículo Florestal de Combate a Incêndios (VFCI)
  • 1 Veículo Rural de Combate a Incêndios (VRCI)
  • 2 Veículos Ligeiros de Combate a Incêndios (VLCI)
  • 1 Veículo Tanque Tático Florestal (VTTF)
  • 2 Veículos Tanque Táticos Urbanos (VTTU)
  • 1 Veículo Tanque de Grande Capacidade (VTGC)
  • 2 Veículos de Comando Táticos (VCOT)

O envolvimento do Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste alarga-se ainda às seguintes funções e equipas:

  • CPO – Comandante de Permanência às Operações
  • EPCO – Equipa de Posto de Comando Operacional
  • ERAS – Equipa de Reconhecimento e Avaliação da Situação
  • OPAT – Operador Auxiliar de Telecomunicações, no Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal
  • BCIN – Brigada de Combate a Incêndios
  • GCIF – Grupo de Combate a Incêndios Florestais
  • GRIF – Grupo de Reforço para Incêndios Florestais
  • GLOR – Grupo Logístico de Reforço

BVSS, 2018-06-01

Partilhe esta notícia