A distrital de Setúbal do PSD lançou uma campanha para defender a instalação do aeroporto complementar na Base Aérea nº6 do Montijo, defendendo que este é um projeto que não só defende o interesse nacional, como poderá ser um motor de desenvolvimento para a região de Setúbal.
Esta campanha já deu os primeiros passos com a colocação de outdoors no concelho e com a realização de uma conferência, realizada ontem, que contou com as presenças do presidente do Conselho de Administração da ANA, Ponce de Leão, e da ex-ministra das Finanças e vice-presidente do PSD, Maria Luís Albuquerque.
Num auditório repleto, Ponce de Leão reafirmou que a Base Aérea nº6 do Montijo é a melhor escolha para a instalação de um aeroporto complementar, devido às suas características.
“Esta é a solução que mais serve os interesses de Lisboa, da região, do país e de quem nos visita”, afirma.
Em 2015 o aeroporto de Lisboa recebeu 20 milhões de passageiros. Com o previsto contínuo aumento de passageiros, em especial das low-cost, torna-se necessária uma decisão, até porque o terminal 2 do Aeroporto Humberto Delgado já atingiu a sua capacidade máxima.
Ponce de Leão acrescenta que o aeroporto do Montijo, para alem de alargar a oferta para voos low cost, permite obras de adaptação e desenvolvimento do Aeroporto Humberto Delgado, aumentando a operação de “grande qualidade” no embarque e desembarque de passageiros.

Maria Luís Albuquerque destacou o impacto que este projeto trará para a região, ao nível do desenvolvimento económico. Explicou que o Governo anterior já tinha concluído que esta localização era a que melhor servia o interesse nacional, pois para além de ser a melhor solução técnica, permitindo a manutenção do aeroporto em Lisboa, representa um investimento significativamente mais baixo que um Aeroporto de raiz.
“Tenho muita dificuldade em compreender outra opção que não esta”, conclui.
Para a deputada do PSD e vereadora na autarquia do Montijo, Mercês Borges, considera que “a falta de decisão do Governo está a impedir o desenvolvimento do concelho do Montijo e de toda a região. Uma infraestrutura desta natureza traz sempre criação direta de postos de trabalho e, porque é um equipamento âncora, traria consigo muita atividade económica e, com isso, muitos mais postos de trabalho indiretos”.
O presidente da Distrital do PSD de Setúbal, Bruno Vitorino explica que devido a este impasse do Governo, o partido decidiu avançar com uma campanha a defender o aeroporto complementar para o Montijo, com vista a sensibilizar as populações para esta matéria, bem como para pressionar a autarquia do Montijo e o Governo socialista a não adiarem mais esta decisão.

Partilhe esta notícia