O presidente da Distrital do PSD, Bruno Vitorino, manifestou a sua satisfação pelo anúncio de que a construção do novo Centro de Saúde de Sines vai ser iniciada, após já ter obtido autorização do Tribunal de Contas.

O dirigente social-democrata recorda o trabalho que foi feito pelo PSD, nomeadamente pelos deputados eleitos pelo distrito de Setúbal, para que este processo fosse resolvido o mais rapidamente possível.

“Fizemos visitas ao local, interpelámos e reunimos com membros do Governo, na tentativa de podermos contribuir para a resolução de uma questão que já se arrastava há mais tempo do que o desejado”.

O novo centro de Saúde de Sines vai custar cerca de 1,9 milhões de euros e servir 14.615 utentes, vai constituir-se como uma “mais-valia” ao nível de equipamentos de saúde para o concelho.

“Registamos com agrado o empenho do anterior presidente do Município, o independente Manuel Coelho e do atual executivo, bem como a cedência do terreno por parte da autarquia”, sublinha Bruno Vitorino.

O social-democrata considera ainda “ridículas” as afirmações de dirigentes socialistas que “ainda na semana passada acusavam o Governo de ser o responsável pela não construção do centro de saúde, e que agora, tentam recolher os louros dizendo que foi mérito deles”.

“Quando não se faz, a culpa é do Governo. Quando o Governo faz, e faz bem, afinal o mérito não é do Governo, é da luta de alguns. Não deixa de ser curiosa esta argumentação”, finalizou.

Partilhe esta notícia