A Primeira-Dama de Portugal visitou na manhã desta quarta-feira, dia 20 de janeiro, a nova sede da NÓS – Associação de Pais e Técnicos para a Integração do Deficiente, na freguesia de Santo André, Barreiro. A Dra. Maria Cavaco Silva elogiou as novas instalações desta Instituição de Solidariedade Social que estão em funcionamento há cerca de um ano e destacou, sobretudo, o trabalho humano feito em prol dos utentes com uma “grande vocação e capacidade”.

A visita realizada ao equipamento ‘Uma Cidade para Todas as Pessoas’ permitiu à Dra. Maria Cavaco Silva conhecer as três respostas sociais em funções na atual sede da instituição: um Centro de Atividades Ocupacionais, quatro Residências Autónomas e um Serviço de Apoio Domiciliário. Ligada ao longo das últimas décadas às questões em torno do ensino e da cultura, mas também a temas como a infância ou a solidariedade social, a Primeira-Dama colocou a visita à NÓS na sua agenda de atividades com vista a “alertar” os portugueses para as necessidades e exigências da integração e inclusão das pessoas com deficiência.

Em resposta a uma questão colocada por uma residente autónoma da NÓS, Anabela Rodrigues, a Dra. Maria Cavaco Silva explicou que as suas visitas a instituições como esta têm como objetivo “fazer com que todas as pessoas que não têm deficiência sejam alertadas para uma comunidade de vários milhares de pessoas que têm variadíssimos problemas e que tornam a sua vida, no dia-a-dia, numa conquista permanente de competências”. “Os que não têm essas ou tantas dificuldades devem perceber que há muitas pessoas assim e que são notáveis, que querem ter uma vida e um projeto como o que a Anabela descreveu para si. No passado, muitas vezes, as pessoas com deficiência eram mais escondidas e desconsideradas e nós não queremos isso”, sublinhou a Primeira-Dama.

Face ao percurso realizado, sobretudo, desde que o Prof. Aníbal Cavaco Silva assumiu funções de Presidente de Portugal em março de 2006, a Dra. Maria Cavaco Silva realça que estas visitas institucionais funcionam como “tentativas de chamadas de atenção” para a promoção da inclusão das pessoas com deficiência. Sobre o trabalho realizado pelos profissionais, a Primeira-Dama corroborou a afirmação de Elisabete Guinote, membro da Direção da NÓS, que enalteceu o trabalho dos cuidadores e dos trabalhadores como “uma missão”, face à sua dedicação e entrega no quotidiano com os utentes.

“Durante este 10 anos, conversei com muitas pessoas, desde utentes a cuidadores também, e eu e o meu marido agradecemos permanentemente a quem trabalha nesta área porque não é um trabalho fácil e é preciso ter uma grande vocação e capacidade; é um ofício mas que não é só um emprego”, elucidou a Primeira-Dama.

Nesta visita enquadrada em final de mandato presidencial, a Dra. Maria Cavaco Silva recordou outros contactos com organizações, associações e diversas entidades da sociedade civil e elogiou a missão da NÓS, que presta 10 diferentes respostas sociais à comunidade, de forma complementar, com o fim de incluir pessoas com deficiência e em situação de desvantagem social. “Até agora, do que vi, vejo que trabalham muitíssimo bem, sem fazer comparações, e estou muito feliz de que no meu país estas instituições trabalhem atualmente muito bem pois são uma mais-valia permanente para todos sermos iguais e termos possibilidades de desenvolver as nossas capacidades. Isto é uma grande esperança para o futuro destas grandes comunidades onde aparecem muitos problemas e um grande contributo para que esses problemas sejam olhados de outra maneira e para que o resultado seja caminharmos todos de mãos dadas; e isso é possível, como se vê na NÓS. Porque [o que está em causa] não é o «eu», é o «nós»”, argumentou a Primeira-Dama.

Partilhe esta notícia