A iniciativa consistiu numa visita e apresentação dos ativos da Baía do Tejo localizados nos territórios Lisbon South Bay ao Embaixador da Dinamarca em Portugal, Michael Suhr.

Não é a primeira vez que o embaixador se desloca aos territórios Lisbon South Bay, nomeadamente ao Barreiro, uma vez que empresas dinamarquesas têm manifestado interesse no processo do futuro terminal de contentores de Lisboa que mantém perspetiva de se vir a desenvolver no Barreiro.

Para além deste equipamento, cujo estudo de impacto ambiental se encontra em consulta pública, a visita pretendeu transmitir informação promocional sobre um conjunto alargado de ativos disponíveis nos Concelhos de Almada, Barreiro e Seixal.

Deu-se igualmente nota das capacidades e potencial de atração de investimento e da capacidade de acolhimento de empresas de diferentes áreas e setores de investimento.

A comitiva dinamarquesa foi acompanhada por representantes dos três municípios que constituem o projeto Lisbon South Bay, Almada, Barreiro e Seixal, nomeadamente pelo edil barreirense, Carlos Humberto, e pela administração da Baía do Tejo.

O programa constou de uma visita aos territórios e aos ativos que constituem o Projeto Arco Ribeirinho Sul / Lisbon South Bay (denominação para investidores e ações de captação de investimento no exterior) e incluiu visita o espaço designado para o projeto Water City, em Cacilhas, Almada, e aos Parques Empresariais da Baía do Tejo no Barreiro e no Seixal, onde, em conjunto laboram mais de 200 empresas.

Para além das abordagens aos ativos Baía do Tejo, houve também oportunidade para dar a conhecer o contexto específico e potencial de cada um dos concelhos envolvidos neste projeto de promoção comum que se desenvolveu entre a Baía do Tejo e os municípios de Almada, Barreiro e Seixal.

Partilhe esta notícia