Cada vez que passo junto ao terreno que a Câmara Municipal da Moita cedeu ao Ministério da Saúde para a construção do novo centro de saúde da Baixa da banheira, ou seja, todos os dias, fico com uma revolta tremenda.

O PS Moita ganhou muitos votos nas últimas eleições autárquicas prometendo à população da Baixa da Banheira o novo Centro de Saúde da Baixa da Banheira e mais médicos para o seu serviço. Afirmavam que não bastava falar, era preciso fazer. Lindo lema, tão cheio de tudo e ao mesmo tempo cheio de coisa nenhuma. Não referiram nem a justa luta da população e muito menos os trabalhos e as posições das autarquias.

Ganharam votos enganando as pessoas. Prometeram que no final de 2018 teríamos o novo centro de saúde da Baixa da Banheira e mais médicos. Uma promessa em jeito de favor, do estilo uma mão lava a outra e as duas lavam a cara.

O compromisso não foi cumprido. Enganaram-nos mais uma vez. Sim, enganaram-nos mais uma vez porque esta não foi a primeira, nem foi a segunda, nem foi a terceira, nem foi a quarta, nem foi a quinta … enfim, já são tantas as promessas. 

Por seu lado, a Comissão de Utentes da Saúde continuou o seu trabalho. Herdeira de uma luta com mais de 30 anos honrou a nossa história, sofrendo ataques violentos por parte de membros do PS onde o sentimento de servir o partido se sobrepõe a qualquer dever para com a população que dizem representar.

As autarquias acompanham de perto a situação. A Câmara Municipal da Moita já gastou quase 100000 euros em todo o processo e assumirá o que prometeu, a cedência do terreno, a execução dos projetos de especialidades (que já estão feitos) e os arranjos exteriores.

Até agora nada, nem pedra, nem tijolo, nem justificação, nada! Nada de nada que explique a quebra de compromisso com a população.

Para quando a construção do centro de saúde?
Para quando a colocação de mais médicos?

Não dar satisfações às populações é meio caminho andado para alimentar populismos e para desmotivar as pessoas. E estes senhores gostam tanto de falar sobre abstenção.

Precisamos de saber se o governo do PS mantém a palavra e vai construir o centro de saúde em conjunto com a câmara e se os eleitos do PS na Moita estão com a população.

Para quando a construção do novo centro de saúde da Baixa da Banheira? Para quando a colocação de mais médicos?

O silêncio é ensurdecedor!

 

 

Nuno Miguel Fialho Cavaco

Presidente da Junta de Freguesia da União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira 

Partilhe esta notícia