A Vereadora Sara Ferreira na qualidade de Presidente do Conselho Executivo da Associação de Municípios do Barreiro e da Moita, entidade que gere a Quinta do Mião, emitiu, a 3 de outubro, um esclarecimento à população no seguimento de declarações públicas efetuadas pela atual coordenadora da Quinta do Mião, “com afirmações que colocam dúvidas sobre o funcionamento das associações de defesa animal”.

De acordo com o documento “o Conselho Executivo da Associação de Municípios do Barreiro e da Moita, entidade que gere a Quinta do Mião, vem por este meio relevar a importância do trabalho levado a cabo pelas associações de defesa animal localizadas nos concelhos do Barreiro e da Moita, assim como a sua vontade em continuar a colaborar com estas mesmas associações na promoção do bem-estar animal, não se revendo no texto de opinião tornado público”.

 

Associação de Municípios do Barreiro e da Moita

ESCLARECIMENTO À POPULAÇÃO CIRAE / Quinta do Mião

No seguimento de declarações públicas efetuadas pela atual coordenadora da Quinta do Mião, com afirmações que colocam dúvidas sobre o funcionamento das associações de defesa animal, o Conselho Executivo da Associação de Municípios do Barreiro e da Moita, entidade que gere a Quinta do Mião, vem por este meio relevar a importância do trabalho levado a cabo pelas associações de defesa animal localizadas nos concelhos do Barreiro e da Moita, assim como a sua vontade em continuar a colaborar com estas mesmas associações na promoção do bem-estar animal, não se revendo no texto de opinião tornado público.

Como é do conhecimento geral, a Quinta do Mião tem estado a trabalhar nestes últimos meses numa reorganização de procedimentos internos, pelo que um contacto mais direto com as associações não tem sido possível na sua plenitude.

É nossa profunda convicção que os desafios relacionados com o bem-estar animal só poderão ser devidamente resolvidos através de um trabalho em rede. As associações amigas dos animais são fundamentais pelo seu conhecimento da situação no terreno, pela sua disponibilidade para ajudar e pelo seu genuíno interesse pelos animais.

Assim, e de modo a que não restem dúvidas do nosso empenho, iremos promover uma reunião com as associações de defesa animal no decorrer das próximas semanas.

3 de outubro de 2018

O Conselho Executivo

Partilhe esta notícia