A Câmara Municipal do Montijo aprovou ontem em reunião um parecer favorável ao reordenamento da rede escolar no Agrupamento de Pegões, Canha e Santo Isidro, decidindo suspender o funcionamento da EB das Faias e manter em funcionamento a EB Foros do Trapo no ano letivo 2014/2015.

Este parecer surge na sequência da comunicação do Ministério da Educação e Ciência para cessação de todas as autorizações para funcionamento excecional de escolas com menos de 21 alunos.

A EB Foros do Trapo encontra-se a funcionar nestes moldes desde o ano letivo de 2011/2012 e, por isso, teria que encerrar no próximo ano escolar.

Posto isto, a Câmara Municipal do Montijo emitiu um parecer no qual defende a manutenção do funcionamento da EB Foros do Trapo em detrimento da EB Faias, justificando a sua decisão com os motivos abaixo indicados:

– “A cobertura do edifício da EB das Faias contém amianto e, por isso, necessita de ser removida, sendo essa intervenção muito onerosa”;

– “A mesma escola é afetada sazonalmente pela praga da lagarta do pinheiro manso que tem causado problemas de saúde a alunos, professores e funcionários”;

– “No ano letivo de 2014/2015, previsivelmente, a frequência, por ano de escolaridade, nas duas escolas permitirá que uma se constitua como escola de acolhimento dos alunos da escola a encerrar”;

– “A análise da proveniência da população escolar da EB da Faias revela que apenas 11 dos seus 35 alunos são residentes no lugar em que a escola está localizada, sendo que todos os outros (entre os quais se incluem seis alunos residentes em Foros do Trapo) já são atualmente deslocados dos respetivos locais de residência”.

Resta referir que, segundo nota enviada pela Câmara Municipal do Montijo à comunicação social, o transporte dos alunos residentes no concelho para a EB Foros do Trapo “será assegurado pela Câmara, por intermédio da Junta da União de Freguesias de Pegões”.

Partilhe esta notícia