A Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal (ESCE/IPS) participou mais uma vez nas 24 Horas de Logística, levando três equipas à sua 12.ª edição, que decorreu nos últimos dias 24 e 25 de junho, na Fábrica da Felicidade, em Palmela.

 

Organizadas pela consultora de formação SFORI e tendo este ano como anfitriã a Coca-Cola European Partners, as 24 Horas de Logística definem-se como um evento formativo, de caráter experiencial, focado na gestão de equipas logísticas, e decorrem em contexto real, durante 24 horas ininterruptas, visando testar tanto a destreza intelectual dos participantes como as suas capacidades relacionais, através de desafios alusivos à área funcional da logística e distribuição.

 

Mantendo a tradição dos últimos anos, a ESCE/IPS participou com três equipas – no total foram 13 as que responderam ao desafio – que concorreram com as designações de ESCEtamos, ESCE Optimizers e InPowerSmart. Ao todo estiveram envolvidos 15 estudantes dos ciclos de formação associados à logística, nomeadamente da Licenciatura em Gestão da Distribuição e da Logística e do Curso Tecnológico Superior Profissional (CTeSP) em Logística, o que, segundo a instituição de ensino, configura uma “aposta na formação em contexto real de trabalho dos jovens selecionados”.

 

“Foi um teste à nossa resistência, resiliência, capacidade de análise/decisão”, resumiu, em jeito de balanço, Lucélia Rosado, porta-voz da equipa ESCEtamos, concluindo que “desafios e provas de fogo” como esta “são necessários para que com elas possamos crescer/amadurecer”.

 

“Fenomenal” é a palavra que ocorre a Nuno Sousa, porta-voz dos ESCE Optimizers, para definir o evento formativo que, em seu entender, permitiu às equipas “adquirir conhecimentos novos, assim como aplicar conhecimentos adquiridos na ESCE/IPS através da licenciatura de Gestão da Distribuição e Logística”.

 

“Resistência, cooperação, coordenação, organização e resiliência” são, por seu turno, as palavras de ordem escolhidas pela colega Joana Simeão, da equipa InPowerSmart, para resumir o que guarda da participação nesta competição, que excedeu largamente as “elevadas” expetativas inicialmente alimentadas.

 

 

Partilhe esta notícia