O presidente da Câmara Municipal de Montijo, Nuno Canta, e o executivo municipal, acompanhados pelo executivo da União de Freguesias, visitaram a União de Freguesias de Atalaia/Alto Estanqueiro-Jardia, no dia 28 de março.

Os autarcas da Câmara Municipal e da União de Freguesias estiveram em diversos locais da Atalaia, Alto Estanqueiro e Jardia para se inteirarem de alguns problemas importantes para a qualidade de vida das populações locais.

O executivo municipal e da junta reuniram com representantes de coletividades e de associações de solidariedade social antes da visita às instalações da empresa Ribeiros.

Ao final na tarde, na sede da ex-freguesia da Atalaia (atual sede da União de Freguesias), o executivo municipal recebeu a população.

O presidente informou os presentes que, durante a visita, foram debatidos temas como a instalação de um parque infantil na Jardia, a conclusão do asfaltamento da Estrada do Pinheiro e a transferência dos alunos do pré-escolar para a Escola Básica.

Na reunião com a população foram levantadas várias questões pelos munícipes, destacando-se as relacionadas com a acumulação de águas, a falta de multibanco, a passagem pedonal entre Montijo e a Atalaia, entre outras.

O presidente informou que em relação à acumulação de águas na Atalaia, “particularmente grave ao pé do chafariz, é um investimento que a Simarsul vai ter que realizar. Só um coletor novo irá resolver esse problema. Vamos voltar a insistir na resolução desses problemas”, afirmou.

Relativamente aos problemas na freguesia relacionados com drenagem das águas, como o existente na estrada municipal 501, Nuno Canta anunciou que a Câmara irá “construir a drenagem e a junta encarrega-se de fazer a sua manutenção”.

Luís Morais informou os fregueses que em relação à colocação de um multibanco a União de freguesias está a desenvolver contactos nesse sentido e a procurar uma solução adequada às medidas de segurança exigidas pelas instituições bancárias.

A ligação pedonal do Montijo à Atalaia foi outra das preocupações levantadas pelos fregueses. Nuno Canta realçou que a construção da infraestrutura é também um desejo da autarquia. “Queremos fazer a passadeira e manter a ligação histórica pedonal entre Montijo e a Atalaia”. O presidente explicou que os custos elevados ainda não permitiram que se concretizasse essa obra.

Quanto às obras da EN4 o presidente informou que “em Janeiro deste ano foi anunciado o concurso público da obra, estando a mesma em fase de adjudicação. Há a indicação de que, o mais tardar em agosto, vão começar as obras”.

Partilhe esta notícia