Integrado na FESTA DA SERRA que se realiza anualmente na localidade de Santa Margarida da Serra, localidade alentejana da freguesia de Grândola e Santa Margarida da Serra e distando cerca de 11 kms da sede do concelho foi realizada uma intervenção urbana fotográfica sobre a população inserida no projecto ModusDeVer freguesias.

A Junta de Freguesia e a equipa de ModusDeVer, efectuaram um levantamento fotográfico espontâneo na rua da generalidade da população residente na localidade. Estas fotos serão espalhadas durante a festa pelos muros da aldeia bem como serão apresentadas num vídeo de rua projectado numa parede no largo da festa.

Numa altura de grande desertificação dos lugares mais pequenos com concentração da população nas cidades do litoral, Santa Margarida da Serra que não escapa a esta tendência tem sido no entanto um refúgio de qualidade de vida que contagia alguns estrangeiros que aí têm fixado residência mais ou menos permanente, num território há muito habituado à multiculturalidade.
A riqueza dos usos e costumes do Alentejo e da alegria das suas gentes é assim complementado com uma intervenção cultural e etnográfica de arte fotográfica que embora pensamos inédita, se alicerça numa certa vocação que esta localidade, por acção da actual Junta, tem tido para as atividades fotográficas por altura das suas feiras, de que são exemplos a exposição fotográfica do cubano Gonzalo Vidal ou o concurso de fotografia.
O projeto ModusDeVer freguesias iniciativa dum conjunto de fotógrafos da cidade do Porto – Clara Figueiredo, Fernando Carvalho, José Brito, Laurindo Almeida, Mário Nunes e Mónica Pinho, em torno duma Associação sem fins lucrativos, faz a ligação entre o poder local mais próximo das populações à arte e cultura fotográficas com uma intervenção personalizada em cada território onde a equipa do ModusDeVer tem intervindo.

No caso de Santa Margarida da Serra o projeto teve a especial colaboração da fotógrafa Paula Miranda de Grândola que muito engrandeceu a iniciativa com a sua forma de ver e o conhecimento profundo da realidade local.

A participação e empenho do coletivo da Junta foi decisiva para o bom êxito desta missão.
Leiam o programa completo da feira (festa) e apareçam, viverão decerto momentos únicos, serão contagiados pela festa do povo alentejano e poderão participar num momento fotográfico único e fora do habitual com a fotografia saindo das salas de exposições ou do facebook e inserindo-se no meio da cultura popular.

 

Veja aqui o cartaz da festa :

cataz.festa.serra.2016

 

Partilhe esta notícia