Turismo na região de Setúbal está cada vez menos sazonal. Mesmo em época baixa, empresas continuam a contratar.

A falta de mão-de-obra qualificada não responde às necessidades do Alojamento e da Restauração na região de Setúbal, defende o presidente da delegação da AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, Mauro Ribeiro da Silva.

O crescente interesse Turístico pelo Distrito de Setúbal tem levado a um “crescimento consecutivo das necessidades de contratação na Restauração e Alojamento, que reflete a confiança das empresas nesta atividade económica. Por outro lado, mesmo em época baixa, as empresas continuam a contratar, o que significa que estamos no bom caminho no que respeita ao combate da sazonalidade no Distrito”, considera o responsável.

O sentimento das empresas é, no entanto, de apreensão, causada essencialmente pela dificuldade em conseguir novos trabalhadores, fundamentais para o funcionamento e crescimento dos seus negócios. “Estamos apreensivos com a manutenção da qualidade da nossa oferta turística, do desenvolvimento das nossas empresas, dos seus negócios e dos seus atuais e futuros investimentos”, afirma o presidente da delegação de Setúbal, que é empresário do ramo da restauração. 

A AHRESP, associação centenária nasceu em 1896, é a maior Associação empresarial na defesa e representação das empresas de restauração, hotéis, cantinas, pastelarias, padarias, casinos, discotecas, indústria e comércio alimentar, parques de campismo, alojamento local, entre outros.

Atualmente, conta com 13 delegações, prevendo-se a existência de uma delegação por distrito, objetivo que deverá ser cumprido entre 2020 e 2021.

Saiba mais sobre o que defende a AHRESP na área do Mercado de Trabalho: 

Recentemente, a AHRESP partilhou publicamente e com os partidos políticos a sua Agenda Política com 100 Propostas para Melhorar o Turismo e as suas Empresas, onde elenca as soluções para resolver o problema da falta de trabalhadores. Consulte todo o documento aqui: https://ahresp.com/2019/10/100-propostas-para-melhorar-o-turismo/

Partilhe esta notícia