As Festas em Honra de Nossa Senhora da Atalaia iniciaram no dia 28 de agosto com a cerimónia de inauguração, que relembrou os motivos porque esta festividade é uma das mais genuínas romarias populares da região de Setúbal.

Tal como referiu o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, a Festa de Nossa Senhora da Atalaia é “uma festa do povo que honra o passado religioso desta terra, que honra as gentes da Atalaia e do Montijo e que reflete o esforço da comissão de festas, dos círios, das coletividades, da paróquia, da câmara, da junta e de outras entidades e pessoas”.

O autarca acrescentou, ainda, que “em tempos de crise devemos defender a nossa cultura e, por isso, a câmara tem investido mais no apoio às manifestações populares”.

O presidente da Junta da União das Freguesias de Atalaia e Alto Estanqueiro-Jardia, Luís Morais, relembrou que “são 508 anos de romaria, um longo período de festejos e tradições praticado por diversas pessoas que, nestes dias, dão tudo o que têm de si, deixam o conforto do lar para levar a cabo as Festas”.

Isabel Marques, presidente da Comissão de Festas, agradeceu o empenho de todas as pessoas e entidades envolvidas na organização das festas e garantiu que a “comissão vai continuar a respeitar a tradição, não deixando esmorecer o entusiasmo das nossas festas”.

As Festas em Honra de Nossa Senhora da Atalaia terminam hoje, dia 31 de agosto. Ao longo destes dias, milhares de pessoas participam nesta romaria popular que remonta a 1507, aquando da promessa então feita pelos funcionários da Alfândega de Lisboa que, devido à peste, constituíram um círio, tornando-se pioneiros desta peregrinação.

A Festa em Honra de Nossa Senhora da Atalaia tem uma grande componente religiosa devido aos vários círios que acorrem à localidade da Atalaia para demonstrarem a sua fé na Padroeira, tendo como momento de destaque a procissão religiosa.

Relembramos que as festas estão a decorrer até hoje, 31 de agosto.

Partilhe esta notícia