“Durante as Festas decorreu a simbiose perfeita entre o Sagrado e o Profano” declarou o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, no dia 4 de julho, em reunião de câmara, onde apresentou o voto de saudação, de balanço, das Festas Populares de São Pedro, que decorreram entre 27 de junho e 2 de julho.

   O voto de saudação foi aprovado, por unanimidade, o presidente sublinhou que todas as “manifestações de cultura e tradição” foram uma demonstração que a cidade de Montijo “está viva e vibrante”.

   As festas Populares são o “maior evento cultural no Montijo e têm sido um importante elemento de reforço dos laços afetivos entre os montijenses e com quem nos visita” afirmou relembrando que as festividades contaram com a visita do Alcade de Montijo, de Espanha, do vice-presidente da Câmara Municipal de Constância e da Banda da Sociedade Recreativa Nossa Senhora das Vitórias da Ilha de São Miguel nos Açores.

   A edição de 2018 foi um “sucesso” afirmou Nuno Canta fruto do “esforço, competência e trabalho que a Câmara Municipal, a União de Freguesias, a Comissão de Festas, a Paróquia do Montijo, a Sociedade Cooperativa União Piscatória Aldegalense, a Sociedade Filarmónica 1.º de Dezembro, a Tertúlia Tauromáquica Montijense, as coletividades, as tertúlias, os escuteiros e os populares colocaram na organizam das suas festas”.

   O autarca deixou, ainda, uma palavra de agradecimento, aos trabalhadores do município, também, aos voluntários e a todos os que nas coletividades e nas associações, nos bombeiros de Montijo e de Canha, trabalharam para que, as Festas, alcançassem tamanho êxito.

 

Partilhe esta notícia