A Bandeira Azul 2019 foi hasteada esta manhã na Praia da Figueirinha, na Serra da Arrábida, numa cerimónia simbólica que incluiu ainda o içar das bandeiras de Praia Acessível, Ouro e de Praia Inclusiva para Daltónicos.

O areal, repleto de crianças, vindas de várias instituições de ensino da Área Metropolitana de Lisboa, que nesta altura do ano escolhem a Praia da Figueirinha para a época balnear escolar, serviu de cenário para a cerimónia de hastear das bandeiras, presidida pela presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira.

“São onze anos seguidos de Bandeira Azul na Figueirinha. É um reconhecimento excelente para Setúbal, do trabalho árduo que tem sido feito por todas as equipas que constituem a Câmara Municipal, e que se estende também ao galardão da praia acessível”, afirma a autarca.

Passavam poucos minutos do meio-dia do primeiro dia de verão quando a autarca e o capitão do porto de Setúbal, Luís Lavrador, içaram os dois pendões, que se juntaram à bandeira do município, a ondular no ar, entre a serra e o mar, desde o início da manhã.

A Bandeira Azul é atribuída anualmente aos municípios, mediante a avaliação dos critérios “informação e educação ambiental”, “qualidade da água”, “gestão ambiental e equipamentos” e “segurança e serviços”.

A Campanha da Bandeira Azul da Europa, organizada pela Fundação para a Educação Ambiental, com o apoio da Comissão Europeia, começou em 1987 e está integrada no programa do Ano Europeu do Ambiente.

O programa deste ano é dedicado ao tema “Do rio ao mar sem lixo!”, que quer consciencializar a sociedade para a necessidade de proteção do ambiente marinho e costeiro e incentivar a realização de ações conducentes à resolução dos problemas existentes.

Quanto à bandeira de Praia Acessível, também hasteada hoje na Praia da Figueirinha, atesta as condições deste espaço para acolher pessoas com mobilidade reduzida.

Este ano, a Figueirinha recebeu ainda o galardão de Praia Inclusiva, atribuído pelo programa de desenvolvimento sustentável promovido em Portugal pela ColorADD, que torna esta praia apta para pessoas com incapacidade em diferenciar todas ou algumas cores, designada por daltonismo ou discromatopsia.

Na cerimónia, o momento de hastear a bandeira da ColorADD foi assinalado pelo chefe de Divisão de Obras por Administração Direta da Câmara Municipal de Setúbal, José Carvalho, portador de daltonismo. 

A outra distinção atribuída à Figueirinha foi a de Praia de Ouro, que, no parecer de Maria das Dores Meira, é “um galardão que dá um orgulho sem limites”. 


Este ano, as praias foram melhoradas ao nível de sombras e da acessibilidade ao arealSegundo a presidente da Câmara Municipal de Setúbal o programa de melhorias na encosta da Serra da Arrábida não fica por aqui.

“O acesso à Praia da Figueirinha vai ser melhorado com uma rotunda, que vai ajudar à circulação de cerca de uma centena de autocarros com crianças, que, diariamente, nos visitam e que são bem-vindas. Queremos que aqui venham com mais condições e que haja uma circulação rápida, com segurança e com qualidade”, salienta a autarca. 

Também os túneis na estrada de acesso à Serra da Arrábida “vão ser alindados com pinturas a recriar o fundo do oceano, para que todos os que visitam possam ter certeza de que estão numa das praias mais belas do mundo”.

Partilhe esta notícia