A Câmara Municipal de Santiago do Cacém assinou um contrato-promessa de compra e venda para disponibilizar cerca de 2 hectares de terreno, no Parque de Empresas do Cercal do Alentejo, num investimento de cerca de 5 milhões de euros por parte da Glopol Portugal, destinado à instalação de uma unidade de reciclagem de plásticos que irá criar, no seu arranque, cerca de 20 postos de trabalho, com prioridade para a contratação de trabalhadores da Freguesia do Cercal do Alentejo e do Município.

Álvaro Beijinha destaca o trabalho que a Câmara Municipal tem realizado nos últimos anos na projeção do Parque de Empresas do Cercal do Alentejo e na captação de investidores para o mesmo promovendo uma dinâmica ímpar,  “a Câmara criou há cerca de 10 anos este Parque de Empresas, que proporciona boas condições para a captação deste investimento e de outros que se encontram em curso. Após a inauguração desta infraestrutura o País entrou numa crise profunda que levou a uma quebra do investimento privado. Neste momento a situação está a reverter-se e a procura por este espaço está a aumentar”

Neste momento, no Parque de Empresas do Cercal do Alentejo,  está para breve  a abertura de um centro para abate de automóveis e encontra-se em fase de construção um  centro de armazenamento de cortiça. De acordo com o autarca a Câmara Municipal está em fase de negociações para a implementação de mais quatro empresas “ investimentos que trazem mais riqueza para a economia local. Continuaremos a trabalhar para que o Parque Empresarial do Cercal seja cada vez mais procurado, é nesse sentido que ele está integrado na plataforma digital da AICEP e insere-se numa estratégia municipal  de atrair mais investimento, mais riqueza e mais pessoas para o concelho”.

 

A Glopol é uma empresa que pertence ao mesmo Grupo da Glowood, a fábrica de peletes, também instalada no Parque de Empresas do Cercal do Alentejo, que já investiu nesta unidade cerca de 11 milhões de euros e criou 50 postos de trabalho.

 

Álvaro Beijinha recorda que, a par do Parque de Empresas, o Cercal do Alentejo é  uma das freguesias do Município onde  existe um forte investimento no setor turístico com a abertura de novas unidades que se juntam às existentes (Herdade da Matinha e Reguenguinho) e que têm contribuído para a divulgação deste território,  “estão em curso as obras de ampliação do Hotel CasaAzul, que tem um custo para  os seus proprietários na ordem dos 800 mil euros.   Está a decorrer um processo de implementação de mais três percursos da Rota Vicentina no Concelho, duas das quais são na Freguesia do Cercal do Alentejo. ”.

Partilhe esta notícia