Os trabalhadores da Acciona e da Logister, irão entrar em greve no próximo dia 21/07/16, e por tempo indeterminado, pela defesa do emprego e de todos os postos trabalho.

 

As razões que levam os trabalhadores a realizar a presente greve, prendem-se com o facto de estarem em causa 126 postos de trabalho, no complexo da Autoeuropa, uma vez que a Autoeuropa entregou o serviço efectuado por estas duas empresas à empresa DHL.

No caderno de encargos elaborado pela VW – Autoeuropa não obriga a empresa que ganhou o concurso, a DHL, a ficar com os 256 trabalhadores, mas sim com 35%.

 

A mudança de serviço não tem a ver com a mudança que está a acontecer na VW-Autoeuropa, a passagem de 2 turnos para um turno na laboração da fabrica nas areas da Pintura e Montagem final, mas sim com o facto de se intensificar a exploração e Precariedade aumentando desta forma ainda mais o lucro da VW-Autoeuropa.

 

A VW tem de ter em consideração e em atenção que as suas decisões têm consequências diretas nas empresas do Parque Industrial e como tal deve contribuir para criar todas as condições necessárias para o crescimento do emprego e desenvolvimento económico da região e não o contrário.

 

Aliás a propósito da passagem de dois para um turno na VW-Autoeuropa o que a empresa pretende fazer é mais dinheiro com menos trabalhadores, pois até ao momento não foram apresentadas por parte da VW-Autoeuropa razões que justifiquem tal mudança, pois a estimativa da produção encaixava perfeitamente na continuação a dois turnos, bastando para tal a utilização dos (down-days) dias de não trabalho.

 

Tal só não aconteceu porque a empresa não revela responsabilidade social alguma pelas empresas do parque e os seus trabalhadores, ou seja a VW-Autoeuropa pretende é esmagar preços dos seus fornecedores.

 

A União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN, apela à unidade e solidariedade de todos os trabalhadores da VW-Autoeuropa e empresas fornecedores, repudiando uma política de baixos salários, vínculos precários e esmagar ainda mais as condições de trabalho dos trabalhadores das empresas no Parque, é necessário estarmos todos do lado de quem trabalha.

 

Vimos por este meio agradecer a divulgação da presente notícia.

 

Sem mais de momento, subscrevemos com os nossos melhores cumprimentos.

 

A C. E. União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN

Partilhe esta notícia