José Encarnação foi o primeiro convidado das “Histórias Vividas e Contadas do 25 de Abril”, que, durante este mês, comemoram, nas escolas do Concelho, a Revolução dos Cravos. O barreirense esteve na manhã de hoje, quarta-feira, 18 de abril, a conversar com duas turmas do 4º ano, da EB Lavradio nº 1.

 

“É muito difícil perceber o que é a falta de democracia”, disse, dirigindo-se aos alunos, curiosos, que assistiram à sessão, na Biblioteca da Escola, justificando com o facto destes, todos, terem nascido, já, no pós-25 de Abril.

“Morreram milhares e milhares de jovens na guerra”, recordou, acrescentando que aqueles que não pereceram, muitos, foram feridos, ficando com “marcas”. José Encarnação traçou o percurso de privações que levaram à Revolução. “Houve muita gente que foi presa”, lembrou. Falou da PIDE, perseguições, prisão.

“A Liberdade não tem limites”, “baseia-se no respeito”, sublinhou o barreirense. As crianças reagiam, afirmando: “A Liberdade tem de ter regras”; ou “isso é um estereótipo”, na sequência do relato de diferentes tratamentos entre homens e mulheres.
Esta é a primeira de muitas “aulas”, sobre a Revolução dos Cravos com alunos de estabelecimentos de ensino do Barreiro, que decorrerão ao longo deste mês que comemoram a Liberdade. Para além de José Encarnação, as “Histórias Vividas do 25 de Abril” serão, ainda, conduzidas pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Vereador João Pintassilgo, João Raio, António Sousa Pereira, José Caetano,   barreirenses que viveram, de uma forma ativa, e na primeira pessoa, o período anterior e a própria Revolução de Abril.

Esta iniciativa é dirigida aos alunos das escolas públicas do Concelho, do 4º ano do 1º ciclo do ensino básico, de forma a sensibilizá-los para a importância da Revolução de Abril, enquanto momento mais marcante da História contemporânea de Portugal.

 

Toda a Programação das Comemorações do 25 de Abril no Barreiro pode ser consultada no Sítio Oficial do Município, página http://www.cm-barreiro.pt/frontoffice/pages/792?news_id=6879.

Partilhe esta notícia