As potencialidades da tecnologia wearable no campo da saúde e bem-estar alcançam novas metas todos os dias. É o caso da Intel, que juntou esta semana à Team Fox (ex-Fundação Michael J. Fox) para analisar pacientes com sintomas de Parkinson, utilizando o relógio inteligente, Basis.

De acordo com um artigo da BBC, o estudo, que ainda está em período de teste, registou dados biométricos e de movimento dos pacientes sob efeito de vários tratamentos e medicações, para ver quais são mais eficazes.

Até agora, foram observados 16 pacientes equipados com o Basis, tendo sido registados mais de 300 dados por segundo, num total de 1 GB por dia.

Segundo Todd Sherer, CEO da Team Fox, “Estes dados, poderão trazer informação concreta para a forma mais eficaz de tratar esta doença”.

Considerando as notícias que deram conta que Robin Williams teria sido diagnosticado recentemente com Parkinson, a doença degenerativa ganhou esta semana uma nova consciência pública.

A próxima fase do estudo vai utilizar uma app que regista a quantidade de medicamentos administrada e os seus efeitos no bem estar dos doentes.

Esta informação, combinada com os dados biométricos recolhidos anteriormente, vai produzir o estudo mais completo sobre doentes Parkinson até hoje, revela Ronald Kasabian da Intel.

 

Fernando Valente : www.buzzstop.pt

 

 

Partilhe esta notícia