A Câmara Municipal de Grândola, representada pelo Presidente, António Figueira Mendes e a empresa Lauak Grândola, representada pelo administrador Jean-Marc Charriton, pelo Engenheiro Armando Gomes e pelo Engenheiro Filipe Gomes, outorgaram hoje um contrato de promessa de compra e venda de terrenos que se encontram na Zona Industrial Ligeira (ZIL), em Grândola, com a finalidade de construir uma fábrica para produção de componentes para aviões.

Vão ser investidos cerca de 22 milhões de euros e criados, numa primeira fase, mais de 100 postos de trabalho, boa parte qualificados, numero que se prevê aumentar significativamente ao longo dos anos, com a eventual criação de uma outra fábrica.

Esta é uma boa notícia! António Figueira Mendes expressou junto dos presentes a sua enorme satisfação, agradecendo a escolha do Concelho de Grândola e afirmando “estar muito feliz por participar neste momento” e acrescentou que “ com este investimento são alcançadas melhorias concretas nas condições de vida das populações, quer os grandolenses, quer aqueles que pretendam escolher o Concelho para viver e trabalhar, assim como o regresso daqueles que tiveram que escolher outros locais atendendo às dificuldades de trabalho que se depararam.

Este é um momento histórico que vai mudar o paradigma do desenvolvimento do Concelho de Grândola.

Partilhe esta notícia