Parceria nos projetos “All and One” e “Praia para Todos”, na área do turismo acessível

Setúbal, 08 de junho de 2020 – Com o início da época balnear, vários estudantes do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) vão estar envolvidos em dois projetos na área do turismo acessível, prestando apoio a banhistas com mobilidade reduzida no acesso a diferentes praias da região, na sequência de protocolos estabelecidos entre o IPS e os municípios de Sesimbra e Setúbal.

Além da praia do Ouro, em Sesimbra, através do projeto “All and One”, que se prepara para cumprir a sua terceira edição, os estudantes do IPS vão este ano também apoiar os utentes das praias de Figueirinha e Albarquel, Setúbal, já a partir do próximo dia 01 de julho e até 31 de agosto.

O novo projeto, denominado “Praia para Todos”, resulta de um protocolo com o IPS recentemente aprovado pela Câmara Municipal de Setúbal e surge na sequência de várias intervenções da autarquia nas zonas balneares de Figueirinha e de Albarquel, com vista à melhoria das condições de oferta turística inclusiva, entre novas acessibilidades, zonas de estada e edifícios de apoio.

Os estudantes em formação nas áreas da Enfermagem, Terapia da Fala, Fisioterapia, Desporto e Animação e Intervenção Sociocultural vão assim prestar apoio especializado a pessoas com mobilidade reduzida e invisuais na utilização dos novos equipamentos disponíveis nas praias de Figueirinha e de Albarquel, num horário que se estende das 09h00 às 14h00.

A parceria com o IPS neste novo projeto na área da inclusão fundamenta-se, segundo o município de Setúbal, na “experiência comprovada em dinamização de projetos semelhantes em outras praias da região” e na realização anual de ações de “capacitação profissional a diversos jovens dessas áreas”.

Entretanto, a parceria com a Câmara Muncipal de Sesimbra, iniciada em 2018, avança para uma terceira edição, prolongando-se também até 31 de agosto, num horário alargado, entre as 09h00 e as 18h00, e abrangendo tarefas como gestão e controle dos equipamentos (cadeiras anfíbias, corredor de acesso, sinalética, passadeiras acrílicas), apoio assistido ao banho de mar e conceção e dinamização de atividades de lazer destinadas ao público com mobilidade reduzida.


Ambos os projetos estão inscritos na política de responsabilidade social do IPS e representam, para os estudantes, umaoportunidade valiosa de desenvolver e aprofundar competências, não só técnicas, relacionadas com as matérias curriculares, como também pessoais, como a empatia, a autonomia e a capacidade de comunicar e de trabalhar em equipa, hoje consideradas fundamentais para singrar no mercado de trabalho.