Cabe este ano ao Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) a organização, entre os próximos dias 4 e 8 de junho, da 5.ª edição da Staff Training Week do Consórcio Erasmus Al Sud, que reunirá 12 participantes de sete países, nomeadamente Portugal, Espanha, Estónia, França, Polónia, Reino Unido e Irlanda do Norte.

 

Tendo como lema “conectando regiões, criando mundos”, o Consórcio Erasmus Al Sud foi criado em 2012 por iniciativa das universidades de Lisboa e de Évora, às quais se juntaram posteriormente o Instituto Politécnico de Beja (IPBeja), o IPS e a Universidade do Algarve. A sua missão essencial é promover a mobilidade dos estudantes e recém-diplomados das instituições parceiras do Programa Erasmus+, contribuindo parapotenciar a sua empregabilidade, ao permitir experiências que reforcem as suas competências – profissionais, linguísticas, pessoais e culturais – preparando-os assim para os desafios de um mercado de trabalho globalizado.

O programa de atividades, que arranca na segunda-feira, dia 4, com uma sessão de boas-vindas agendada para as 11h45, prossegue, a partir das 14h30, com a apresentação do consórcio pelo IPBeja, a entidade coordenadora, bem como dos próprios participantes vindos de instituições nacionais e europeias.

 

Ao longo da semana, estão previstos vários workshops e apresentações, tendo em vista a partilha de boas práticas nos domínios dos estágios Erasmus, integração na vida ativa e relacionamento das instituições de ensino superior com o tecido empresarial regional. O IPS, anfitrião deste evento, aproveitará a ocasião para divulgar o seu Programa de Mentoria e o BrightStart, programa piloto em parceria com a Deloitte, ambos iniciados em 2017, proporcionando igualmente uma visita à Lauak Portugal, empresa na área da indústria aeronáutica que é parceira do Consórcio Erasmus Al Sud.

 

Embora com uma forte dimensão regional, consubstanciada na união de vários territórios do sul de Portugal – Lisboa, Península de Setúbal, Alentejo Central, Baixo Alentejo e Algarve – o consórcio pretende afirmar-se a nível europeu como “entidade promotora de oportunidades de mobilidade de excelência”, com especial enfoque na “ligação ao meio empresarial”.  Ao longo destes seis anos de parceria, cerca de mil estudantes já beneficiaram do Erasmus Al Sud. Perto de 700 tiveram a oportunidade de realizar um estágio e os restantes participaram em experiências de mobilidade para estudos.

 

Partilhe esta notícia