Já não sou eu quem vive, mas Cristo que vive em mim”

“Não encontro culpa alguma neste homem”
Pôncio Pilatos

A Páscoa é, para mim, a época mais especial do Ano Litúrgico. Explico porquê com esta pequena história.  Há uns anos atrás, fui convidado para ir a um campo de férias fazer uma pequena palestra, onde perguntei aos jovens presentes o que seriam capazes de fazer pelo seu próximo: uns diziam ser capazes “de ajudar um colega com mais dificuldades na escola”, outros “de fazer sacrifícios pessoais para ajudar os pobres“, entre outros comentários…

Mas quando perguntei, se havia alguém capaz de dar a vida pelos seus amigos… o silêncio rompeu na sala e todos ficaram a olhar com ar de espanto uns para os outros. Começo por dar este exemplo, porque na verdade a Páscoa é isto, é a entrega da vida de Jesus Cristo num exemplo supremo de amor, algo que muito dificilmente seriamos capaz de o fazer, por isso a minha preferência.

A morte de Jesus na Cruz sem nunca ter feito nada de errado, e para salvar a vida de todos, leva-me a mim, como homem e cristão, a reflectir muitas vezes para ver se compreendo esta coragem e atitude em toda a sua profundidade. Sem dúvida, este Cristo que eu sigo foi e é um exemplo de Amor, deu a sua vida e quando lhe batiam na cruz dizia: “Pai perdoa-lhes porque eles não sabem o que fazem”. Sim, não há maior exemplo de amor supremo, do que aquele que dá a vida pelos seus amigos.

Mas o mais importante da Páscoa é a Ressurreição, Cristo vence a morte, o túmulo estava vazio… a luz tinha vencido as trevas. No Jesus ressuscitado, a morte deixa de fazer sentido sobre a Humanidade. A morte não é o fim da história; é o princípio de um novo capítulo. Ele mostrou-nos isso. Por isso podemos mostrá-lo no nosso dia a dia, isto é, a vida domina a morte e o bem triunfa sobre o mal, depende de nós, e temos já a referência!

A Páscoa é para mim, a forma mais sublime de alguém especial, que nos deixou a mensagem, de que apesar da dor, sofrimento e morte nos mostrou, que venceu… e que podemos ter esperança, esperança esta que nos dá a Paz e alegria, esperança esta que nos ajuda a viver.
Caro amigo leitor, neste Domingo pense nisso!

A todos uma Santa Páscoa!

CLÁUDIO ANAIA

www.relances.blogspot.pt

Partilhe esta notícia