A Oficina Domiciliária da Junta de Freguesia do Castelo, concelho de Sesimbra, que começou a funcionar em 2009, apresentando-se na altura como um serviço que procura ajudar a resolver as pequenas reparações nos domicílios dos munícipes, permitindo uma atuação mais rápida e uma efetiva redução de custos, com técnicos ou empresas especializadas, continua a ajudar “não apenas os idosos mais carenciados como, também, aqueles que, por dificuldades de locomoção, têm maior dificuldade em executar pequenos trabalhos cuja sua resolução pode influenciar, de forma positiva, a sua qualidade de vida e o seu bem-estar.”

De acordo com o executivo, a mão-de-obra é oferecida pela JF do Castelo e o material utilizado, quando há possibilidade para tal, é pago pelos requerentes.

“A Junta de Freguesia do Castelo optou pela criação deste serviço depois de uma experiência, semelhante, e com resultados bastante positivos, nas escolas da freguesia. Ter um técnico a tempo inteiro, a reparar uma torneira ou autoclismo, substituir ou reparar uma fechadura, lâmpadas, ou outras pequenas reparações, permite uma atuação mais rápida e possibilita uma redução de custos, com técnicos ou empresas especializadas. No caso das escolas, onde o projeto teve a sua génese, as reparações são atualmente muito mais céleres e as despesas são diminutas”, sublinham em comunicado.

O serviço da Oficina Domiciliária deverá ser requerido na sede da Junta de Freguesia que encaminhará o pedido para o técnico e fará a marcação da visita e consequente reparação.

Partilhe esta notícia