No âmbito das Jornadas Europeias do Património, a Baía do Tejo promove visitas guiadas a vários pontos de interesse no parque empresarial do Barreiro.
A iniciativa reafirma a estratégia de valorização do património e de aposta nas indústrias criativas e do conhecimento, como fator de diferenciação de um território que conta com mais de 200 empresas instaladas.
Em destaque vai estar parte do património industrial que provém do período CUF e que fez parte do antigo complexo químico da CUF no Barreiro, que se afirmou como o maior da Península Ibérica e o 4o maior de toda a Europa durante o séc. XX.
0 que marca o património industrial da Baía do Tejo no Barreiro é a sua diversidade. O conjunto de imóveis, classificado recentemente pela DGPC, é a prova da sua singularidade e importância na história da indústria do nosso país. Conhecer parte deste património vai permitir observar as transformações operadas no território ao longo do tempo, permitindo testemunhar a sua identidade e o impacto que teve na comunidade, onde se juntam agora o passado e o presente.
Do programa da visita fazem parte o Mausoléu de Alfredo da Silva, o Mural de Vhils, o Bairro Operário de Sta. Bárbara e o Museu Industrial.
As visitas acontecem já no próximo dia 3 de outubro, às 10:30h, e o ponto de encontro é no Museu Industrial da Baía do Tejo no Barreiro, na Rua 44 do Parque Empresarial, onde se reunirão todos os que queiram conhecer um património único e saber um pouco mais do complexo industrial que marcou a história da indústria do nosso país.
Contactos para inscrições: 212067709 / 937681240 / museuindustrial@baiadotejo.pt Grupos limitados a 25 pessoas