JP Barreiro questiona CM do Barreiro: “O concurso público para a construção de depósito e transformação de bivalves no Barreiro ficou deserto?”


A Juventude Popular (JP) do Barreiro questionou hoje a Câmara Municipal do Barreiro sobre o estado do concurso público para a construção de depósito e transformação de bivalves, no Barreiro, aberto pelo IPMA, fruto de recentes notícias que davam conta que o mesmo havia ficado deserto.

“Este projecto, sendo vital para o futuro da nossa cidade e região, não pode ficar parado. A JP Barreiro está preocupada. Está preocupada que este tema se perca, como tantos outros. Está preocupada que se perca a oportunidade de revitalizar a economia local, como tanto foi veiculado há um ano atrás, durante a campanha eleitoral”, referiu a JP Barreiro.

A construção da unidade de depósito de transformação de bivalves visava assegurar a sustentabilidade da exploração dos recursos e a valorização do património natural e cultural das comunidades ribeirinhas e na salvaguarda da saúde pública e assegurar a regulação da apanha da ameijoa-japonesa no Tejo, de forma a garantir a comercialização em condições de salubridade adequadas. O protocolo para implementação deste projecto foi assinado, no Barreiro, em Junho de 2017, com a presença de Ana Paula Vitorino, Ministra do Mar.

A JP Barreiro pretende que seja esclarecido o estado do concurso público, aberto no passado dia 11 de Junho, e se existe um plano alternativo, confirmando-se as notícias do mesmo ter ficado deserto.
Partilhe esta notícia