Uma delegação da JSD Distrital de Setúbal e da JSD Seixal visitou hoje, dia 15 de março de 2017, as instalações da Escola Secundária João de Barros e reuniu com o seu diretor com o objetivo de conhecer a realidade do estabelecimento e entender os contantes atrasos na construção dos novos equipamentos.

A JSD Distrital de Setúbal iniciou assim um conjunto de iniciativas a decorrer ao longo do presente ano, que visam dar resposta às preocupações levantadas pelas várias estruturas concelhias no Congresso Distrital que elegeu a atual equipa distrital.

“Cabe-nos, enquanto estrutura política de juventude, estar próximos dos jovens e entender aquilo que impede o seu completo crescimento e a evolução típica desta faixa etária. Não há melhor local para conhecer essa realidade que as escolas. E a João de Barros é um caso especial no nosso distrito, ao estar há seis anos em “estado provisório” devido à paragem das obras de requalificação.”, afirmou João Pedro Louro, Presidente da Comissão Política Distrital.

Da reunião resultou, segundo a delegação, a certeza de que a Escola Secundária em causa é um polo de excelência para a formação e educação dos jovens mas que, para que tal seja verdade, as condições materiais têm de acompanhar as condições ao nível do pessoal docente e não docente, bem como a proatividade dos alunos que interagem e intervêm no dia a dia do estabelecimento.

Para a JSD Distrital de Setúbal está na hora do Governo, do Ministério da Educação e da Câmara Municipal do Seixal reunirem as condições necessárias à conclusão das obras e a retoma da normalidade numa escola “encaixotada” provisoriamente de forma permanente.

 

A Comissão Política Distrital da JSD