Saúde, bem-estar e sucesso, os três pilares essenciais para a construção da felicidade que todos procuramos atingir. Mas será que a maioria de nós sabe que fazer o bem pode ser um combustível para alcançar a felicidade? No livro Fazer o Bem, aprenda a ser mais feliz, a estar grato pelas suas conquistas e a fazer os que o rodeiam mais felizes. Este diário de gratidão promete ser um ginásio no qual irá trabalhar o pensamento e a sensibilidade. Fazer o Bem recentemente lançado , com a chancela da Guerra e Paz Editores.

Qual é a sua melhor versão? No livro Fazer o Bem, descubra o que faz de si uma pessoa em quem se pode confiar, o que o torna feliz e o que faz os outros mais felizes por estarem consigo. Siga as dicas, faça pequenos ajustes na sua vida e desfrute dos resultados em harmonia com o mundo. Afinal, fazer o bem é contagioso.

O livro fala com o leitor, está organizado como um diário e propõe que faça, periodicamente, desafios que irão promover o seu bem-estar. Como? Através de rotinas mais disciplinadas que o farão treinar o fazer o bem.

Tudo começa com um compromisso que é assumido pelo leitor e com a criação de três listas: «do Ser», «do Ter» e «do Fazer». Depois, o livro pede-nos que registemos, mês a mês, o caminho percorrido, as conquistas e as coisas pelas quais estamos gratos. Um caminho de dentro para fora, do indivíduo para a sociedade, que irá reforçar laços, estimular o respeito pela natureza, a criatividade e até a produtividade. No final, irá saber a resposta à pergunta com que tudo começou: Qual é a sua melhor versão?

 (claudioanaia@distritonline.pt)