O Festival Sons de Outono – Música nas Igrejas de Almada traz este sábado, dia 5 de outubro o Quinteto Ventis à Igreja de N.ª Sr.ª do Bom Sucesso, em Cacilhas.

A convite do maestro Martim de Sousa Tavares, da Orquerstra Sem Fronteiras, com quem colaboram, os cinco instrumentistas vão interpretar um exigente programa, onde a música e a pintura se fundem.

A partir das 21h, tocam Sete Lembranças a Vieira da Silva, de Fernando Lopes-Graça, e um arranjo para quinteto de sopros de Quadros de uma Exposição, de Modest Mussorgsky. 

Duas obras escritas a partir da pintura, à distância de mais de um século, que pretendem ser reflexões sobre a contemplação de quadros e, simultaneamente, uma homenagem aos seus autores.

Orquestra Sem Fronteiras foi criada pelo maestro Martim Sousa Tavares para apoiar e fixar o talento jovem no interior do país, combatendo o abandono do ensino da música e premiando o mérito académico.  

Oferece aos seus músicos a possibilidade de complementarem os estudos com experiências de trabalho em ambiente profissional e integrando jovens provenientes de diversos locais. 

Quinteto Ventis colaboram com as principais orquestras e ensembles portugueses e também com a Orquestra Sem Fronteiras.

Festival Sons de Outono volta a trazer a música erudita às igrejas do concelho até 2 de novembro. 

Este ano estão programados seis concertos, sempre aos sábados, ao final do dia, em espaços de culto de Almada, Cacilhas e Laranjeiro.

A organização é da Câmara Municipal de Almada e da Novalmadavelha – Agência de Desenvolvimento Local, com direção artística da Associação Cantabilefest.

A entrada é livre.

PROGRAMA COMPLETO 

ENTRADA LIVRE

Partilhe esta notícia