Os campos de férias na Mata da Machada, organizados pelo Centro de Educação Ambiental da Câmara Municipal do Barreiro, foram frequentados por mais de 150 crianças e jovens, durante os meses de julho a setembro.

Divididos por quinzenas, os campos de férias proporcionaram atividades muito diversas: desde jogos em contacto com a natureza, ateliers de culinária, oficinas lúdico-pedagógicas sobre a temática do ambiente, atividades de controlo de espécies invasoras (integradas no Projecto LIFE Biodiscoveries), escalada, piscina, entre muitas outras.

 

O vereador do pelouro da Sustentabilidade Ambiental e Eficiência Energética, Bruno Vitorino, sublinha que “a brincar também se aprende”, através de vários jogos sobre a Reserva Natural Local, focados na biodiversidade da mata e na sua importância em termos de conservação.

 

“Para além de promoverem as relações interpessoais,  estes campos de férias têm também uma grande e distinta importância na educação e sensibilização para as questões ambientais e para a preservação do meio ambiente, sendo esta uma marca que lhes está associada”, acrescenta.
Bruno Vitorino vê ainda com “muito agrado” que as inscrições para esta iniciativa tendem a esgotar cada vez mais depressa. “O objetivo, a cada ano que passa, é fazer mais e melhor”.

Os campos de férias têm também uma vertente solidária, onde crianças que se encontram em instituições também participam nos mesmos, sendo as suas inscrições totalmente subsidiadas pela autarquia.

Este ano estiveram presentes crianças do Projeto Emoji (Santa Casa da Misericórdia do Barreiro) e do Instituto dos Ferroviários.

 

Partilhe esta notícia