Deu-se ontem o início da semana da celebração da semana dos seminários.

Aqui deixamos a mensagem sobre esta comemoração de D. José Ornelas, Bispo de Setúbal.
“Celebrar a semana dos Seminários representa uma afirmação de fé na ação de Deus que atua na Igreja através do seu Espírito. De facto, o seminário é o lugar onde aqueles que de sentem chamados por Deus para lhe consagrarem a própria vida, vêm clarificar e discernir este chamamento e as suas implicações e, ao mesmo tempo, que se preparam para o serviço ao povo de Deus como presbíteros/padres.
É, pois, antes de mais, um lugar de escuta da voz de Deus, de aprofundamento da comunhão com Ele, de configuração da própria vida com o Coração Misericordioso de Cristo, Bom Pastor. O Seminário pretende criar um ambiente propício para fazer escutar, nos nossos dias, o mesmo convite que Jesus dirigiu aos seus discípulos para segui-lo e aprender a identificar-se com a sua compaixão pelas multidões famintas, pelos que sofrem sem esperança.
Celebrar, interessar-se, rezar e ajudar o seminário da nossa diocese é também uma atitude de participação ativa e solidária na Igreja de que somos membros. É bom que os nossos seminaristas sentam a proximidade da família onde nasceram, mas igualmente da família eclesial que se propõem servir. Deste modo, o seminário torna-se escola de fraternidade, de sensibilidade comunitária, de corresponsabilidade na missão de evangelização, tanto para os seminaristas, como para a aqueles que participam no caminho que eles estão a fazer.
Esta semana de atenção aos seminários tem também uma dimensão missionária. Aqueles que Deus chama, também os envia em missão, como fez com os seus discípulos. O nosso seminário e os seminários da Igreja em todo o mundo colocam em evidência o caráter missionário da Igreja. Aqueles que aqui se preparam para o serviço do Evangelho, são chamados a estar ao serviço de quantos já se encontram na Igreja, mas dedicam uma especial atenção aos que ainda não foram tocados pela graça de Deus e não sentiram a sua palavra de misericórdia e de esperança. Os horizontes de ação de quem, a partir do seminário, se consagra ao serviço do Evangelho, não podem deixar de estar abertos à missão universal da Igreja em todo o mundo. É reconfortante saber, a este respeito, que o Ricardo, um dos nossos seminaristas, se encontra, neste momento, num tempo de colaboração missionária em São Tomé e Príncipe.
Na semana de 06-13 de novembro que se aproxima, deixemos que a chama da nossa fé, o carinho da nossa atenção fraterna e o nosso impulso solidário para com a missão, se orientem para o nosso e para os seminários de toda a Igreja, pedindo ao Senhor da messe, que envie para ela operários dedicados ao seu Evangelho. Com a nossa oração e apoio, inclusivamente económico, podemos ajudar aqueles que Deus chama, para que possam seguir a Cristo, sendo expressão da sua misericórdia, na nossa diocese e no mundo. “

 
CLÁUDIO ANAIA
www.relances.blogspot.com

Partilhe esta notícia