Milhares de pessoas visitaram os navios Sagres e Creoula e a caravela Vera Cruz, que estiveram acostados no Cais 2 do porto de Setúbal, entre quinta-feira e domingo, no âmbito da Semana do Mar – Setúbal 2016.

 

A zona ribeirinha de Setúbal encheu-se de gente, sobretudo no sábado, atraída pelas embarcações emblemáticas, que voltaram a acostar na cidade, num dos muitos atrativos da Semana do Mar, organizada pela Câmara Municipal e pela Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS), inserida no calendário de Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016.

 

Só no sábado, de acordo com os dados recolhidos pela organização, visitaram o navio-escola Sagres mais de seis mil pessoas, sendo ainda de salientar as visitas da comunidade escolar na sexta-feira.

 

O bom tempo, com um quente sol de outono, ajudou ao sucesso de mais um ano da iniciativa, que nesta edição também motivou uma reportagem na SIC, transmitida no Jornal da Noite de sábado.

 

Passeios pelo Sado a bordo de embarcações tradicionais, como o Maravilha do Sado e o Hiate de Setúbal, e batismos de mar na lancha Orion, da Marinha, também estiveram sempre cheios.

 

O Sagres e o Creoula, da Marinha Portuguesa, e a Vera Cruz, da Aporvela, zarparam de Setúbal no domingo de manhã, num desfile náutico que, uma vez mais, encheu a zona ribeirinha de Setúbal com centenas de pessoas que quiseram despedir-se das embarcações emblemáticas.

 

Além de uma exposição no antigo edifício da Lota, a iniciativa veleiros ao luar, um seminário internacional e diversos workshops, a Semana do Mar 2016, que decorreu entre 10 e 16 de outubro, incluiu ainda um jantar, na sexta-feira, no Sagres.

 

A iniciativa, que juntou representantes de várias instituições de diferentes quadrantes sociais, contou com a participação do vereador Pedro Pina que deu as boas-vindas a Setúbal.

 

Em jeito de balanço, o autarca sublinhou que as edições da Semana do Mar em Setúbal “têm sido um enorme sucesso” e garantiu que a Câmara Municipal continuará a “unir esforços para fazer esta festa do mar”.

 

Um dos fatores do sucesso do evento deve-se à acostagem em Setúbal do navio-escola Sagres, o que levou Pedro Pina a desejar que a embarcação “continue sempre a regressar às águas azuis deste nosso Sado”.

 

O vereador vincou que a Semana do Mar é um dos exemplos da “séria aposta” que a autarquia realizou, nos últimos anos, na revitalização da zona ribeirinha e na religação da cidade ao mar.

 

“Fizemo-lo também com a valorização do estuário como ponto de lazer e como espaço de excelência para o desenvolvimento de atividades desportivas. Esta capacidade do nosso rio azul foi, aliás, uma das vantagens que nos garantiu, em 2016, o estatuto de Cidade Europeia do Desporto.”

 

A criação de uma marina de recreio, que poderá resultar de um investimento, já conhecido, de um grupo empresarial macaense, foi também evidenciada por Pedro Pina, um projeto que constitui “uma oportunidade extraordinária para o desenvolvimento da náutica de recreio e, em simultâneo, para colocar Setúbal na rota dos investimentos relacionados com este setor”.

 

Partilhe esta notícia