BARREIRO GANHA INFRAESTRUTURA DE DEPÓSITO E TRANSFORMAÇÃO DE BIVALVES

 

Vai ser criada no Barreiro uma infraestrutura para depósito, transformação e valorização de bivalves, que visa regular a apanha da amêijoa-japonesa no Estuário do Tejo e a sua comercialização em condições de salubridade adequadas, num investimento estimado entre 1,2 e 1,4 milhões de euros.

 

Para o efeito, a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, preside à cerimónia de assinatura do respetivo protocolo na próxima sexta-feira, 30 de junho, às 11h30, no Espaço Memória (Rua 17, nº 10, Parque Empresarial do Barreiro).

Partilhe esta notícia