Uma comunidade educativa orgulhosa recebeu o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, no dia 20 de janeiro, para a inauguração das novas instalações da Escola Secundária Jorge Peixinho, no Montijo.

No dia em que se comemorava mais um aniversário da Escola, por ocasião do nascimento do seu patrono Maestro Jorge Peixinho, o ministro da Educação, acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, e pela diretora da escola, Maria João Serra, descerram a placa da inauguração e percorreram os novos corredores e salas da escola.

“Um dia feliz para o concelho do Montijo e para a educação em Portugal. É sobretudo um dia para os alunos, que com estas instalações podem alavancar o vosso projeto pedagógico para patamares maiores”, referiu Tiago Brandão Rodrigues.

O ministro da Educação mencionou, ainda, que a Escola Pública deve aspirar ao objetivo de qualificar, cada vez mais, as populações e qualificá-las desde tenra idade, dando o exemplo do Município do Montijo que “faz um trabalho excecional na educação pré-escolar, com um acesso quase universal a partir dos três anos”, afirmou.

Naquela que foi a sua escola, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta alinhou na importância das novas instalações que “tornam esta escola mais condigna, com mais condições para a execução de um projeto educativo que possa combater o insucesso e o abandono escolar”, relembrando, também, que a câmara “sempre lutou para o retomar das obras na escola e para que as mesmas fossem concluídas”.

Uma obra difícil, que durou seis anos, como referiu a diretora da Escola Secundária Jorge Peixinho, mas que culminou “num dia de enorme felicidade que não será esquecido pela comunidade educativa”, afirmou.

Da responsabilidade da Parque Escolar, as obras de requalificação da Escola Secundária Jorge Peixinho iniciaram-se em 2011 e estiveram interrompidas entre março de 2013 e janeiro de 2016, devido a um diferendo entre o Ministério da Educação e o empreiteiro, que foi dirimido em tribunal.

No total, a requalificação da Escola Secundária Jorge Peixinho abrange uma área de 8.304 m2, dos quais 5.444 m2 são de nova construção. Um investimento no valor total de 11 333.063 euros que permite oferecer aos 1550 alunos e restante comunidade um espaço educativo moderno, mais apelativo com melhores condições para o desenvolvimento do processo educativo.

Partilhe esta notícia