A Agência de Energia e Ambiente da Arrábida (ENA) participou, juntamente com representantes dos municípios de Setúbal, Palmela e Sesimbra, na Conferência Internacional CirClE2019 “Desafios para as Ilhas na era da Economia Circular” + SMile 2019 “6ª Conferência sobre Mobilidade Sustentável e Transporte Inteligente”, organizada pelo Ministério dos Transportes, Comunicações e Obras do Chipre, sob os auspícios da DGENV e da DGMOVE, da Comissão Europeia.

Com base nos princípios do novo Quadro da Economia Circular e do Quadro de Política de Mobilidade da UE, a conferência centrou-se no reforço da cooperação regional em tópicos como a Mobilidade ecológica, desafios e oportunidades da economia circular, fontes de energia renováveis, gestão de recursos hídricos, resíduos e estratégia de utilização de plásticos, crescimento azul, cofinanciamento da UE e sistemas de transporte inteligentes e sustentáveis. 

Mobilidade elétrica e energia renovável nas áreas rurais 

No âmbito desta conferência internacional realizada no Chipre, decorreram as reuniões transnacionais de dois dos projetos em que a ENA participa como parceira: EnerNetMob e Compose, ambos financiados pelo Programa de Cooperação Territorial Europeia: Interreg MED, através do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional). 

No primeiro destes encontros, foi analisado o ponto de situação das ações do projeto EnerNetMob, uma iniciativa que conta com 15 parceiros de onze países europeus (Portugal, Itália, Espanha, Chipre, Grécia, Albânia, Eslovénia, Montenegro, Croácia, Malta e França), estando em curso a definição de uma política inter-regional conjunta para os meios de transporte elétricos do Mediterrâneo, através da implementação de um modelo comum de “Plano de Mobilidade Elétrica Sustentável”. O projeto EnerNetMob também prevê o desenvolvimento de uma Rede Mediterrânica de Mobilidade Elétrica e projetos-piloto em serviços públicos, para partilha de soluções ao nível da eletromobilidade (como “e-car sharing”, “e-car pooling” e ”e-bike”).

O segundo encontro em que a ENA marcou presença no Chipre, correspondeu à reunião técnica de outro projeto de abrangência europeia em que esta Agência participa enquanto parceira, através do qual envolve as comunidades rurais em estratégias de sustentabilidade: COMPOSE. Este projeto, que conta com onze entidades de onze países europeus (Portugal, Eslovénia, Grécia, França, Itália, Espanha, Croácia, Chipre, Albânia, Bósnia-Herzegovina e Montenegro), contempla a implementação em zonas rurais de medidas baseadas em energias renováveis, eficiência energética e sustentabilidade, como princípios horizontais da sua estratégia de desenvolvimento através da concretização de projetos-piloto. 

No âmbito do COMPOSE, a ENA implementou dois projetos-piloto nos Concelhos de Sesimbra e Palmela, dotando um conjunto de edifícios rurais com sistemas capazes de os tornar energeticamente sustentáveis, sendo utilizados em ações de demonstração, formação e sensibilização. 

Durante a reunião deste projeto, foram analisados os resultados e impactos das ações piloto na área mediterrânica, tendo sido debatida a melhor forma de partilhar e transferir os conhecimentos adquiridos no projeto, nomeadamente através do estabelecimento de ligações e novas parcerias e a manutenção das redes já criadas com as comunidades rurais. Ainda no âmbito desta reunião, foi possível visitar o Laboratório de Tecnologia Fotovoltaica da Universidade do Chipre, onde são desenvolvidos testes e investigação na área da energia solar fotovoltaica.

Estes encontros contribuíram para que a ENA dê continuidade ao seu trabalho de divulgação e implementação de tecnologias inovadoras, de sensibilização, formação e intercâmbio de conhecimentos e experiências, em benefício do território onde se insere. 

Partilhe esta notícia