O projeto “Monólito”, de Pedro Vaz, que junta um filme e uma escultura de grande formato, vai ser inaugurado no sábado, às 17h30, na Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, em Almada.

De acordo com a Casa da Cerca, o projeto – que ficará patente até 24 de maio – é composto por um filme, ficção de uma experiência real, e por uma escultura, um monólito, pedra de grande formato cujo interior se assemelha a uma pequena caverna espelhada.

O suporte filmográfico e escultórico do artista enquadram-se num processo de experimentação em torno da “paisagem primitiva”, matriz temática do corpo de trabalho de Pedro Vaz.

O filme retrata a viagem de desapego de um homem rumo ao interior da natureza, testemunhando o ponto em que este se religa ao mundo, através da arte.

Com entrada gratuita, esta é a primeira exposição da Casa da Cerca em 2015, ano que tem como tema “A Viagem” em toda a programação, segundo esta entidade.

Partilhe esta notícia