É aos Amor Electro, um dos principais projetos da moderna música portuguesa, que cabe a tarefa de encerrar amanhã, dia 30 de junho, os seis dias de programação continua e propostas para todos os públicos da “festa maior” do Montijo.

As Festas de São Pedro começaram no passado dia 25 de junho e promoveram mais de oito dezenas de iniciativas gratuitas em vários pontos da cidade, da música ao desporto, passando pelas tradicionais largadas, procissões, arraias e bailaricos.

Às 22h30, na Praça da República, os Amor Electro, sobem ao palco com o trabalho «(R)Evolução», que acrescenta a energia contrastante do rock mais progressivo à vincada personalidade da banda.

À meia-noite, a Zona Ribeirinha do Montijo ilumina-se com o Espetáculo Multimédia e Fogo-de-artificio Piromusical e com a já tradicional Queima do Batel.

 

Sobre os Amor Electro:  

Em 2011, os Amor Electro – Tiago Pais Dias, Rui Rechena, Ricardo Vasconcelos e Mariza Liz – apresentam o seu álbum de estreia «Cai o Carmo e a Trindade», onde se fundem a modernidade e tradição, as raízes populares e a eletrónica. Desde então, os Amor Electro afirmaram-se na cena musical portuguesa, alcançado o Disco de Platina, colecionando prémios e distinções e esgotando concertos um pouco por todo o país. Em Outubro de 2013 editam «(R)Evolução», disco onde predominam os originais, no qual continua a ser Portugal o elemento essencial do ADN dos Amor Electro, mas vestido de alguma irreverência rock.

Partilhe esta notícia