Na reunião ordinária de 27 de maio, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, informou que o Município do Montijo entregou à ANA – Aeroportos de Portugal um caderno de encargos com os investimentos necessários para acolher o aeroporto para os voos low-cost na Base Aérea n.º 6 do Montijo.

Entre as infraestruturas mais relevantes, foram indicadas a necessidade de concluir a Circular Externa até ao Seixalinho, a construção da Avenida do Seixalinho com ciclovia, uma nova ligação viária à Ponte Vasco da Gama, a melhoria dos transportes públicos e a prestação do abastecimento de água e do tratamento dos esgotos ao novo aeroporto pelos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento do Montijo.

Este caderno de encargos do município foi entregue durante uma reunião, realizada no dia 27 de maio, entre o presidente Nuno Canta e Jorge Ponce de Leão, CEO da ANA que confirmou a opção pela utilização dos terrenos públicos da Base Aérea nº 6 para o aeroporto para os voos low-cost.

O administrador da ANA confirmou, igualmente, os estudos em curso sobre as condições de utilização da pista, sobre os impactos ambientais e sobre os efeitos no ordenamento do território.

A Câmara Municipal do Montijo, em comunicado, afiança que está empenhada em atrair investimento e emprego para a cidade e, ao mesmo tempo, em garantir um aeroporto orientado pelas melhores práticas ambientais conhecidas.

A intenção deste investimento pela ANA – Aeroportos de Portugal confirma, para o município, a confiança que os atores económicos mantêm na cidade do Montijo e no seu futuro.