A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) assinou ontem um contrato-programa com a Santa Casa da Misericórdia de Canha que visa ampliar o número de camas de tipologia de longa duração e manutenção.

De acordo com um comunicado divulgado pela entidade regional, com a assinatura do contrato a região passará a contar com 1662 camas em unidades de internamento de cuidados continuados integrados, destas 910 destinam-se a cuidados de longa duração e manutenção e 518 a cuidados de média duração e reabilitação.

No passado mês de Julho, a ARSLVT assinou contratos-programa para a abertura de 108 camas de média duração, reabilitação, longa duração e manutenção. A administração de saúde de Lisboa e Vale do Tejo prevê ainda a abertura de mais 270 camas na região até ao final do ano.

Os cuidados continuados integrados prestam cuidados de saúde e de apoio social de forma continuada e integrada a pessoas que estejam em situações de dependência.

 

 

 

 

Partilhe esta notícia