A Câmara Municipal do Montijo vai fazer um reforço financeiro superior a 17 mil euros à Rede de Apoio Alimentar, através de apoio ao Banco Alimentar Contra a Fome e de protocolo com o Centro de Convívio de Reformados, Pensionistas e Idosos do Montijo. As propostas foram aprovadas, por unanimidade, na reunião de câmara de 12 de junho, e são mais um contributo municipal para a resposta à crise socioeconómica provocada pela pandemia de covid-19.

A autarquia montijense vai apoiar, em quatro mil euros, o Banco Alimentar de Setúbal, instituição que é parceira das associações locais que prestam apoio às pessoas e famílias economicamente vulneráveis do concelho do Montijo. O apoio ao Banco Alimentar de Setúbal procura contribuir para a capacidade de resposta da instituição face ao aumento de pessoas/associações que precisam de apoio alimentar devido à pandemia de covid-19.

Com o Centro de Reformados, Pensionistas e Idosos do Montijo vai ser celebrado um protocolo de colaboração para reforço da Rede de Apoio Alimentar do Montijo, no âmbito e nos termos do Programa Municipal de Solidariedade.

Com este protocolo, a câmara compromete-se a apoiar financeiramente em 13 260,72 euros o Centro de Reformados do Montijo que, por sua vez, assume a responsabilidade de adquirir os produtos alimentares necessários e articular a distribuição dos mesmos junto das restantes dez associações locais que integram a Rede de Apoio Alimentar do concelho.

Recordamos que, através de deliberação da reunião de câmara de 27 de maio, a autarquia do Montijo criou um Programa Municipal de Solidariedade que reúne um conjunto de medidas diversas de apoio social à população, em particular às pessoas e famílias economicamente mais vulneráveis. Entre essas medidas, encontra-se o reforço financeiro à Rede de Apoio Alimentar do concelho.