Um homem, de 60 anos, morreu atropelado por um carro-patrulha da Guarda Nacional Republicana, às 19h de ontem, na rua dos Fazendeiros, na freguesia de Penalva, no Barreiro.

Na viatura da GNR seguiam dois militares que sofreram ferimentos ligeiros, vindo a ser assistidos no Hospital de São José, em Lisboa.

No local estiveram sete militares da Guarda Nacional Republicana e os Bombeiros do Barreiro. O acidente vai ser investigado pelo Ministério Público, que tentará apurar as causas do atropelamento, no entanto a falta de visibilidade da zona é apontada como a causa mais provável do atropelamento.

De acordo com fonte das autoridades, o carro-patrulha não circulava em emergência no momento em que colheu o homem.

A vítima foi transportada ainda com vida para o Hospital do Barreiro, onde acabou por morrer.

Partilhe esta notícia